6 tipos de pessoas que encontramos na balada

Com certeza você já encontrou alguma dessas peças na night

Nessa vida, entrando e saindo de baladas por aí, conseguimos perceber que alguns perfis de baladeiros tendem a se repetir de um lugar para o outro... Simplesmente tipos de pessoas que toda balada tem! E cada vez fica mais fácil de identificá-los. Você já encontrou com algum desses na night?

+ 6 dicas para saber em qual balada você vai se dar bem
+ 10 atitudes que você deve tomar caso algo dê errado na balada
+ Baladas que você tem que conhecer antes de morrer 

1. O Gostosão (ona)

O Gostosão é aquele cara que precisa mostrar que anda malhando, então se enfia numa camiseta PP, bem máscula (só que não) e vai para pista colocar esses glúteos em movimento (esmaga que cresce)! Para ele, 90% da balada é "tudo frango" e não vale nem o chão que ele pisa.

Já a Gostosona escolhe um look bem pelada para "acentuar" as curvas do seu corpo, chamar atenção, ser a top da balada e ter sua foto publicada no site (cheia de likes). Na pista ela sensualiza até o chão, joga o cabelo e faz carão para dançar. Aliás, a Gostosona faz carão para tudo - tirar fotos, esperar na fila do banheiro, conversar com gostosões, rebolar no palco e, principalmente, faz carão para as invejosas quando tá entrando naquele mega blaster open camarote.

2. O Caçador (a)

O Caçador é aquele que vai na balada com um só propósito: colocar mais nomes na sua lista. Ele quer tanto beijar na boca, mas tanto, que chega a não importar mais quem ele tá beijando, nem porquê, ele só precisa pegar quantas ele conseguir. Não faz sentido nenhum, eu sei, mas para a cultura dos caçadores, um Homem só tem honra e mérito se for capaz de chegar e conquistar qualquer uma. Ele tem todas as suas melhores cantadas decoradas e bem treinadas, nunca fica desprevinido na hora de chegar na garota. Se ela não quiser? Nossa, aí o caçador fará daquela garota a missão da vida (ou melhor, da noite) dele. Eles são preparados para te convencer de 1 milhão de maneiras diferentes. Depois de beijar umas 30, provavelmente não fará questão de pegar seu contato, afinal figurinha repetida não completa álbum

A Caçadora segue o mesmo pensamento, a diferença é que ela caça de uma maneira não tão ativa: ela chega, lança olhares fatais para todos os cantos e faz questão que saibam que ela tá LIVRE. Ela vai dançar com as amigas e se divertir, mas sempre reparando se os gatos estão olhando. Provavelmente vai gamar em 2 ou 3 caras da festa, num nível que "vai ter que dar um jeito de beijar esse cara". Aí começa o circo: a caçadora estrategicamente vai tentar cruzar com ele na pista, encontrar com ele no bar, avistar ele na área de fumantes, qualquer coisa, como uma onça cercando sua presa. Vale até tentar aquela cena de filme "esbarrei sem querer", tudo para que ele finalmente chegue nela. Aí a noite dela terá valido muito a pena. Se a pegada for boa então? Inesquecível! Ela só quer casos de uma noite só.

3. O Bebaço (a)

Essa espécie não é nada rara na balada e, para seu azar, sempre tem um bebaço(a) no seu grupo de amigos. O Bebaço(a) é aquele que enche a cara, fica MUITO chato(a), tropeçando nas pessoas, derrubando bebida em todo mundo, arranjando brigas/barracos com pessoas desconhecidas, que cai no chão, que apaga num canto, paga calcinha/cueca, beija aquela pessoa que acha feia e, no fim da noite, acaba sempre igual: vomitando em algum canto ou em alguém e jurando que nunca mais vai beber na vida. E adivinha para quem sobra cuidar dele? Pelo amor de Deus, seja alcoólico, mas não seja mentiroso! Todo mundo sabe que na próxima festa vai ser igual.

4. O Ricaço(a)

O Ricaço(a) é aquele tipo de pessoa que passa a noite como se tivesse dinheiro o suficiente para comprar a balada, as garrafas, as gostosonas/gostosões, um helicóptero, sua casa, TUDO. Você não vê os ricaços(as) andando pela balada - ficam a noite toda acomodados no camarote MAIS premium da casa e, se precisam de algo de fora do camarote, trazem para dentro. Ostentam as bebidas, as gatas/gatos que são atraídas pelas bebidas, o local privilegiado e olham para a pista com cara de dó: "que preguiça de gente pobre". Pista? Nem morto.

5. O Alucinado(a)

Você não sabe o que essa pessoa consumiu, só sabe que nunca viu nada igual. O Alucinado(a) está em Marte, Plutão ou Júpiter, em qualquer lugar menos na Terra. Ele não tem noção nenhuma das pessoas que o rodeiam, sua dança é uma mistura de ataque epilético com um canguru tendo uma convulsão. Ligado nos 220 volts, está sempre suando, fedido, e com uma pizza enorme debaixo dos braços. Sabe aquilo de "dançar como se ninguém estivesse olhando"? Então, eles exageram. E sempre tem um infeliz desses que vai pisar no seu pé de 5 em 5 min, sem ter a capacidade mental de pedir desculpas. Eles só conseguem pensar em FRITAR na pista.

6. O amigão(ona)

O Amigão(ona) é aquela pessoa que foi para a balada curtir com os amigos e NADA mais. Pegação, bebida, loucura e histórias engraçadas serão as consequências de sua noite, e não a prioridade. Faz o que tiver vontade, sem se importar se alguém olha estranho quando você e seu melhor-amigo(a) vão para a pista. E a satisfação é 100% garantida, afinal quando eles se juntam, seja para ficar em casa, seja para estudar, seja no bar ou na rave, a diversão é iminente! O que importa é a boa companhia 

Atualizado em 24 Mar 2015.

Por Luísa Celiberto
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Confira as festas que vão agitar São Paulo durante a noite de Natal

Uma listinha amiga com todos os rolês imperdíveis do dia 24 de dezembro!

Confira a programação completa dos ensaios das escolas de samba de SP para o Carnaval 2017

Ansioso para o Carnaval? Então não perca os ensaios das escolas de samba - oportunidade única de chegar mais perto dessa folia!

Não perca: 8 festas com bloquinhos para antecipar a folia de Carnaval em SP

Ainda podem faltar alguns meses para o Carnaval 2017, mas os ensaios das baterias carnavalescas já estão acontecendo a todo vapor!

Confira as festas para curtir o feriado prolongado de 15 de novembro em São Paulo

Eaí, partiu beber, cair e levantar? São muitos dias pra farrear!

8 baladas insanas pelo Brasil que você precisa ir pelo menos uma vez na vida

Acha que só na gringa tem aquelas baladas incríveis? Então você precisa conhecer mais das nights do seu país!

Confira as festas em São Paulo para aproveitar o feriado de 2 de novembro

Tem balada open bar, especial Halloween, pop, indie e mais <3