9 motivos que tornam uma festa de rua mais legal que uma balada

Selecionamos nove razões para você trocar a balada pela rua

Neste final de semana várias festas ocupam o centro antigo de São Paulo para celebrar a abertura do Mês da Cultura Independente, como o ObaOba  te contou. Por isso, nós montamos uma lista  mostrando porque ocupar espaços públicos com festas é muito legal do que ir em uma balada.

+ Conheça as baladas mais alternativas de São Paulo
+ Conheça os DJs da cena underground de São Paulo
Lugares hipsters em São Paulo

Elas são de graça 

Ninguém pode cobrar para utilizar o espaço público. As festas que acontecem na rua são de graça e você não precisa desembolsar nem um real para participar.

Também não tem consumação mínima, nem comanda. Você não precisa passar a noite toda procurando um pedaço de papel e também não corre o risco de desembolsar uma nota caso o perca por aí.

Não tem fila

Pegar fila até para se divertir acaba com a animação de qualquer um. Festas de rua não têm fila nem burocracia nenhuma. Ninguém vai te revistar ou pedir seu RG, é só chegar começar a dançar.

Não seleciona público

Baladas  acabam selecionando  o público, seja pelo alto custo, local ou estilo de música e você acaba sempre vendo “mais do mesmo”. Todo mundo vestido igual, dançando as mesmas músicas e conversando sobre os assuntos de sempre.

No espaço público chega quem quer, não tem recorte de público e as chances de se conhecer gente nova e interessante são muito maiores.

Não tem hora para chegar

Em uma festa na rua dá para chegar em qualquer horário.  Se você quiser entrar mais tarde em uma balada provavelmente terá que pagar mais caro por isso. Na rua, além da festa ser de graça, o esquenta pode durar muito mais tempo. O horário é o de menos.

É muito mais fácil para ir embora

Na hora de ir embora de uma balada, você primeiro precisa achar a comanda e a carteira, fazer as contas de quanto consumiu, pegar mais fila para pagar para poder enfim ir embora.

Em uma festa de rua não existe nada disso e, além de tudo, elas normalmente ficam próximas ao metrô, como é caso do SP na Rua.

Elas atraem muito mais gente

Os espaços públicos pertencem a todos e são gratuitos. Estas duas premissas já são garantia de festa lotada a noite e o dia todo. Quem mora por perto, quem está passando e nem sabe o que está rolando, quem está saindo do trabalho pode se juntar e aumentar ainda mais a festa.

A bebida é mais barata

Uma cerveja dentro de uma balada pode chegar a preços exorbitantes, sem nem falar dos drinks. Na rua, além das opções serem muito maiores e você poder escolher a vontade, os preços também são muito menores, seja no bar da esquina ou com o ambulante que chega até você, ou seja, mais uma vez a fila é cortada do rolê.

É uma boa chance para conhecer a cidade de uma maneira diferente

Normalmente passamos pela cidade na correria do dia a dia, sem poder prestar muita atenção nela, por isso a experiência de estar sem compromisso na rua durante a madrugada pode ser transformadora.

Sem horário para cumprir ou gente correndo e se esbarrando o tempo todo, é muito mais fácil e gostoso olhar em volta e conhecer a cidade em que você mora.

Dá para ir com qualquer roupa

Ninguém vai julgar o que você está vestindo numa festa de rua, aberta para toda a cidade e que atrai todo tipo de gente, vestida das mais variadas formas. É o tipo de ocasião em que se você quiser usar uma fantasia ou até chinelo e meia, sinta-se a vontade.

 

 

Atualizado em 5 Set 2014.

Por Mariana Zoboli do Carmo
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Do punk ao pagode: conheça 11 blocos diferentões que vão desfilar no Carnaval de rua 2017 em SP

Tem bloco de Carnaval para todos os gostos: de pagode, de eletrônico, de sertanejo e até bloco punk!

Marca de cerveja promove exposições e festas em museu de SP

O projeto "The Art of Heineken" contará a história da marca dentro do Museu de Arte Contemporânea

8 festas imperdíveis para curtir o verão no litoral de São Paulo

Saiba onde vão rolar as festas mais badaladas da temporada pelas praias paulistanas

Festivais de música eletrônica e raves que acontecem no Brasil em 2017

Programação imperdível para os fãs do EDM que não perdem a chance de fritar!

9 festas para curtir o Réveillon 2017 no Rio de Janeiro

Saiba onde será o fervô na virada do ano na cidade maravilhosa!

De festa open bar a roda de samba: veja o que fazer em SP entre o Natal e o Ano-Novo se você não vai viajar

Neste ano, INFELIZMENTE, não tem emenda de feriado dessas datas festivas. Para você que vai ficar por aqui: confira o melhor da programação de SP entre o dia 26 e o dia 30!