Baladas que abriram onde funcionavam antigas casas noturnas

Algumas mantém características idênticas, outras abandonam totalmente o antigo público

Assim como todos os comércios, as baladas também estão sujeitas a baixar as portas eternamente. Algumas por falência, outras pela desistência de seus empresários, mas uma coisa é fato: elas fazem muita falta para os seus assíduos frequentadores.

+ O cada vez "mais baixo" Baixo Augusta
+ Baladas para curtir durante a semana em SP
+ Relembre cinco baladas que deixam saudade na noite paulistana 

E como você já sabe chegar no local, alguns novos projetos voltam a funcionar onde antes eram essas tais baladas que você amava. Claro, o público alvo em questão não será você, mas se a arquitetura agrada, vale a pena conferir o atual momento desses espaços. Confira abaixo algumas baladas que funcionam em locais que já fizeram muito sucesso:

Templo Club (ex-Clube Glória)

Onde antes o falso glamour e o carão desenfreado batiam cartão, hoje funciona o Templo Club, que abriu repentinamente, logo após o Clube Glória encerrar as suas atividades. Algumas festas rolam na casa, inclusive, uma que remete aos grandes dias da balada que mudou a noite gay paulistana nos anos 2000.

 

Playground (ex-Vegas Club)

Um clube de sexo especialmente para homens? É assim que funciona o Playground, a balada que abriu onde antes funcionava o Vegas, casa que não deu o ponta pé inicial da noite na Rua Augusta, mas marcou um gol de placa na rua mais badalada de SP.

Royal (ex-Eleven)

A Royal era no centro de SP, a Eleven na Vila Olímpia. Uma fechou por aqui, bem como a outra fechou por lá. O que poderia acontecer de melhor para o púbico carente das duas faixas? A Royal ir para onde era a Eleven. O público agradeceu!

 

Da Leoni (ex-Studio SP)

Os indies e alternas choraram todas as pitangas do mundo com o fechamento do Studio SP, afinal, a casa fechou e deixou seu público fiel na mão. E embora o Da Leoni tenha uma proposta definitivamente diferente, quem gostava ao menos do espaço vai se divertir na casa.

Anexo B (ex-Estação Music Bar)

O Anexo B é a balada que, enfim, emplacou o espaço localizado na Rua Augusta. Antes batizado de Estação Music Bar, a casa não tinha nem público fiel, quanto menos uma linha musical definida, e talvez por isso ela tenha sido tão pouco frequentada enquanto aberta. Porém, após fechar definitivamente, o grupo do Beco 203 subiu as portas, reformou o pico e abriu o Anexo B, vertente da casa gaúcha com uma abertura musical maior. Que continue bombando. 

 

Atualizado em 14 Mai 2014.

Por Rodrigo Guarizo
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

São Paulo terá bloco de Carnaval "geek" na região dos Jardins no feriado

A folia, promovida pela loja ToyShow, conta com a escola de samba do pessoal do Hermes e Renato e dos youtubers Irmãos Piologo como atrações

Shows gratuitos agitam o Largo da Batata e o Vale do Anhangabaú durante o Carnaval em SP

Paralamas do Sucesso, Céu e Elza Soares são algumas das grandes atrações dos palcos no centro de SP

Festa gratuita reúne seis blocos de Carnaval de rua na região central de São Paulo

O evento traz os blocos Esfarrapados, Bloco 77 - Os Originais do Punk, Pagu, Nóis Trupica Mais Não Cai, Bloco Fuzuê SP e Ritaleena à Praça do Patriarca, dia 11 de março.

Budweiser ocupa local inédito em São Paulo com festas, programação esportiva e gastronômica

O projeto começa a partir do dia 5 de fevereiro e traz eventos badalados para o público

Do eletrônico ao pop e rock: 10 festas que prometem agitar a véspera de feriado em SP

Baladas promovem programação especial na véspera do feriado de aniversário de São Paulo

Do punk ao pagode: conheça 13 blocos diferentões que vão desfilar no Carnaval de rua 2017 em SP

Tem bloco de Carnaval para todos os gostos: de pagode, de eletrônico, de sertanejo e até bloco punk!