Confira os estilos de se vestir para as principais baladas de São Paulo

Vila Madalena, Vila Olímpia, Baixa Augusta, Itaim e Jardins: qual é mais a sua cara?

Patricinhas com roupa de marca, roqueiras, góticas, hippies...A verdade é que as baladas de cada região de São Paulo tem um estilo que prevalece. Se você pretende vir para a cidade, mas ainda não sabe direito onde ir e quais rolês tem mais a ver com você, se liga no nosso guia com os principais bairros da cidade classificados pelo estilo da maioria das pessoas que por lá passam:

+ Tendências que deveriam ter ficado em 2012 - ou nunca aparecido
+ Guia de baladas para agradar todos os estilos musicais
+ Dicas para se vestir para a balada

O bairro se caracteriza pela maior concentração de "bicho-grilo" por metro quadrado; pessoas que dariam tudo para ter vivido nos Estados Unidos nos anos 70 e presenciado o movimento flower-power.

 

Estilo: Seres muito pensantes, que curtem música brasileira e literatura; costumam estar caracterizados por saias longas, tecidos leves e estampados, sandálias levinhas ou alpargatas e, claro, a Praça Benedito Calixto é um ponto de encontro aos sábados por conta de sua feirinha vintage.

Principais baladas da região: Black Bom Bom, Ó do Borogodó

Sem dúvidas o lugar de São Paulo com maior mistura de tribos; lá você encontra homossexuais, fashionistas, coxinhas hipsters e rockeiros – tudo junto e misturado -, afinal, existem muitas casas noturnas nessa região:

Estilo: Pode-se dizer que a rua Augusta começa na esquina com a Av. Paulista com os hipsters e indies, se estendendo até o quarteirão da rua Fernando de Albuquerque, quando os modernos e fashionistas começam a aparecer. Quanto mais para baixo você for, mais do rock a galera será, devido às casa de shows como Inferno e Outs.

Principais baladas da região: Astronete, Inferno, Outs, Blitz Haus, Beco 203

“Porra man, vamos jantar em um bistrôzinho muito top antes de fechar aquela baladinha?” – Essa frase transcreve grande parte das pessoas que freqüentam esses bairros. Movidas por restaurantes caríssimos, roupas de marca e carro de último modelo, o negócio é ostentar – mesmo que inconscientemente.

Estilo: As meninas se caracterizam por cabelo com cara de "acabei de sair do salão", corpo esculpido, bolsa de marca, salto alto, calça e batinha; enquanto os meninos usam calça jeans, sapatênis - geralmente da Prada ou Osklen - e camisa polo.

Principais baladas da região: Josephine, A.F.A.I.R, Museum, Outlaws e Disco.

O bairro, que há alguns anos era conhecido por abrigar uma imensa quantidade de playboys, hoje é famoso pela galera do pagode e sertanejo, afinal, grandes casas como Wood’s, Villa Mix e Santa Aldeia se concentram lá.

Estilo: O público parece estar uniformizado: meninas de saia bandage ou vestido de paetê e salto alto, enquanto os homens de jeans e camisa xadrez. 

Principais baladas da região: Wood's Bar, Villa Mix, Santa Aldeia.

Atualizado em 17 Abr 2013.

Por redação obaoba
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Beco 203 reabre com nova decoração, mais uma pista e número maior de bares

A casa inaugura nesta sexta, 17, e terá festas com pop, hip hop e outros estilos

Festas inspiradas no Lollapalooza agitam SP antes, durante e depois do festival

Diversas casas noturnas estão com programação especial para o evento!

Memorial da América Latina volta a ser palco de Carnaval neste sábado com Bloco Fica Comigo

Para se despedir do Carnaval em grande estilo!

São Paulo terá bloco de Carnaval "geek" na região dos Jardins no feriado

A folia, promovida pela loja ToyShow, conta com a escola de samba do pessoal do Hermes e Renato e dos youtubers Irmãos Piologo como atrações

Shows gratuitos agitam o Largo da Batata e o Vale do Anhangabaú durante o Carnaval em SP

Paralamas do Sucesso, Céu e Elza Soares são algumas das grandes atrações dos palcos no centro de SP

Festa gratuita reúne seis blocos de Carnaval de rua na região central de São Paulo

O evento traz os blocos Esfarrapados, Bloco 77 - Os Originais do Punk, Pagu, Nóis Trupica Mais Não Cai, Bloco Fuzuê SP e Ritaleena à Praça do Patriarca, dia 11 de março.