Os 11 níveis mais comuns de bebedeira

Alegrinha, barracos mil, sensualizando horrores...e aí, em qual desses você se encaixa?

Quem nunca tomou um porre que atire a primeira pedra! Ok, você pode não ter caído de bêbado ou terminado a balada abraçada com o vaso sanitário com uma amiga segurando o seu cabelo, mas uma coisa é fato: todos já ficaram alegrinhos de drinks uma vez na vida - nem que tenha sido no Réveillon de dez anos atrás. 

+ 16 coisas que fazemos bêbados e nos arrependemos depois
+ Veja porque ficar sóbrio na balada pode ser má ideia
+ 11 dicas infalíveis para economizar na balada

E como todo bom bêbado que se preze sabe, assim como existem níveis de alcoolismo, existem os de bebedeira, que servem para fazer os inteligentes pararem de beber antes de causar vexame. 

Por quais desses estágios você já passou?

1. Tímida

Image and video hosting by TinyPic

Você chega na balada, ainda está um pouco sóbria e acanhada. A pista de dança está vazia e não muito atraente, então essa é a hora de tomar um drink de leve para ver se o álcool começa a bater e seu corpo fica mais soltinho.

2. Alegrinha

Image and video hosting by TinyPic

Ainda não está bêbada, mas você já começa a se sentir sociável e com vontade de dançar e beber mais. É nessa hora, geralmente, que alguma amiga tem a brilhante ideia de tomar um shot - e por mais que você sempre prometa para si mesma que nunca mais iria tomar tequila, a tentação é sempre mais forte.

3. Sensualizando 

Image and video hosting by TinyPic

Os drinks já estão no cérebro e provavelmente você ainda não se deu conta, mas o fato é que ninguém pode estragar sua noite nesse momento. Tudo que você quer é dançar, rebolar e descer até o chão. Afinal, esse é o nível de bebedeira que faz você sentir linda e no direito de sensualizar para todos os lados. E claro, colocar para fora sua diva interior ;) 

4. Hematomas mil 

Image and video hosting by TinyPic

Sabe aqueles hematomas que aparecem na sua perna na manhã seguinte da boate, que você não faz ideia de como surgiram? Pois bem, é nessa hora que eles costumam acontecer. Afinal, quer cenário mais propício que uma pista de dança cheia de gente bêbada - inclusive você - para levar belos tombos enquanto se esbalda? 

5. Sociável - até demais 

Image and video hosting by TinyPic

Você está se sentindo tão bem consigo mesma, que acha que todo mundo está querendo ser seu amigo. Oi, né? Não tem coisa mais chata que estar na área de fumante e colar um bêbado do nada para ficar fazendo o íntimo. Mas quem nunca, né? 

6. Barracos mil

Image and video hosting by TinyPic

Sabe aquelas briguinhas entre mulheres que sempre rolam na pista de dança, mas ninguém sabe de onde começou? Então, elas são causadas por pelo menos uma pessoa super bêbada que perde a noção do mundo e invade o espaço alheio. Vale tudo: jogar drink nas biscates, empurrar, dar em cima do boy da outra & puxar cabelo. Esse nível de bebedeira também explica os hematomas do dia seguinte ;) 

7. Passando vergonha

Image and video hosting by TinyPic

Pior parte da balada: todas as suas amigas tiveram que parar de se divertir para tomar conta de você :( Afinal, você não teve desconfiômetro e bebeu mais do que deveria. Resultado: tombos homéricos, brigas, pegação com boys lixo & outras situações vergonhosas que sem suas amigas para te salvar, você estaria frita - no mal sentido da coisa, hehe. 

8. EmoçõeszZZZzZzZz

Image and video hosting by TinyPic

O álcool te transformou na pessoa mais emotiva do mundo, fazendo você repetir um milhão de vezes o quanto ama suas amigas. E claro, acompanhada de uma bela dose de choro e soluços. Afinal, tem situação melhor do que bêbado para chorar litros?

9. Gorfo ou sono profundo

Image and video hosting by TinyPic

Essa é a parte que todos dão graças a Deus que você está voltando à vida - ou não. De duas uma: você vai gorfar e ficar fedorenta - porém sóbria -, ou então vai capotar e não vai mais encher o saco de ninguém o/ 

10. Fome eterna de uma mente sem lembranças

Image and video hosting by TinyPic

Pois é, não dá uma vontade de comer fast food depois de uma noite de muita bebedeira, vexames e diversão? Esse é o momento que você vai comer sem culpa ;)

11. Se arrependimento matasse

Image and video hosting by TinyPic

Alguém aí falou em culpa? Pois é, o dia seguinte é sempre o pior. Afinal, as chances de você acordar com uma ressaca são altas, e não existe remédio que cure ressaca moral. É o dia que você fica se perguntando de onde surgiram tantos roxos e fazendo mil promessas que vai parar de beber - aham cláudia, senta lá. 

Atualizado em 16 Mai 2014.

Por matita iazzetta
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Festa gratuita reúne seis blocos de Carnaval de rua na região central de São Paulo

O evento traz os blocos Esfarrapados, Bloco 77 - Os Originais do Punk, Pagu, Nóis Trupica Mais Não Cai, Bloco Fuzuê SP e Ritaleena à Praça do Patriarca, dia 11 de março.

Budweiser ocupa local inédito em São Paulo com festas, programação esportiva e gastronômica

O projeto começa a partir do dia 5 de fevereiro e traz eventos badalados para o público

Do eletrônico ao pop e rock: 10 festas que prometem agitar a véspera de feriado em SP

Baladas promovem programação especial na véspera do feriado de aniversário de São Paulo

Do punk ao pagode: conheça 13 blocos diferentões que vão desfilar no Carnaval de rua 2017 em SP

Tem bloco de Carnaval para todos os gostos: de pagode, de eletrônico, de sertanejo e até bloco punk!

Marca de cerveja promove exposições e festas em museu de SP

O projeto "The Art of Heineken" contará a história da marca dentro do Museu de Arte Contemporânea

8 festas imperdíveis para curtir o verão no litoral de São Paulo

Saiba onde vão rolar as festas mais badaladas da temporada pelas praias paulistanas