Guia de Profissões: Publicidade e Propaganda

A profissão é diretamente ligada a criatividade

Prêmio para publicitários em Cannes.
Prêmio para publicitários em Cannes. (Créditos: Divulgação)

Mais do que vender um produto ou serviço, a arte da publicidade é a de vender uma ideia. A carreira é muito associada ao uso da criatividade e por isso é uma das mais procuradas pelos jovens. Muitos também idealizam a profissão como glamurosa.

 Porém, vale lembrar que o dia-a-dia da profissão não é assim tão belo, já que não costuma haver tempo para inspiração: a criatividade tem que se ajustar ao tempo de trabalho. A rotina também pode incluir extensas horas de trabalho, que podem não ser tão bem recompensadas no começo da carreira. Pelo menos não para aqueles que escolhem trabalhar em agência. Aqueles que optam ir para o Marketing de uma empresa podem sair da faculdade com um piso de R$3000 e logo já são efetivados. Os horários também são mais regrados, mas as responsabilidades são maiores.
 
Outro ponto a ser levado em conta é que o mercado é muito concorrido. Domingos Octaviano, ex-aluno do curso da ESPM, Escola Superior de Propaganda e Marketing conta que estudar em uma das faculdades mais conceituadas do país o ajudou a entrar no mercado: “O curso tem professores que atuam no mercado de trabalho isso ajuda o aluno a ingressar. É um mercado concorrido e a indicação para uma vaga representa 90% da chance de ingressar em uma agência.”
 
A faculdade de Publicidade e Propaganda tem duração de quatro anos, sendo que o primeiro ano costuma ser mais geral, com as mesmas aulas de outros cursos de comunicação, como Jornalismo e Relações Públicas. “A rotina do curso é bem diversificada, não teve nada que me deixasse entediado”, conta Domingos. Por volta do 5º semestre, os alunos podem escolher entre suas áreas de interesse, como marcas, comunicação integrada, criação e varejo.

 

Comentários