São Paulo > Comportamento > Sexo: conteúdo erótico em 3D na internet

Sexo: conteúdo erótico em 3D na internet

Inspirado em Avatar, diretor aposta em pornô em três dimensões

Ao que parece, a onda 3D que invadiu os cinemas de todo o mundo tem um novo alvo: a indústria de produtos eróticos. Isso mesmo. Sites e produtores de todo o mundo estão dedicando tempo e dinheiro para a confecção de vídeos e fotos com conteúdo pornográfico em terceira dimensão.

Em janeiro deste ano, o site Bad Grils in 3D inaugurou, no Adult Entertainment Expo, em Las Vegas, um espaço que apresentava todo o conteudo pornográfico do site em três dimensões, através de um TV de 60 polegadas e diversos óculos tridimensionais.

Para ter acesso ao conteúdo pornográfico do site em 3D, o usuário precisa desembolsar a bagatela de 4 mil dólares, além de 20 dólares mensais. O valor é bem mais alto que o cobrado por outros sites com conteúdo erótico nos Estados Unidos, mas Lance Johnson, presidente do Bad Girls in 3D justifica em entrevista ao site da revista Details: "[3D] É o futuro da pornografia".

E parece que a afirmação de Johnson tem algum fundamento. Afinal, o cara não é o único a investir dinheiro nesse "nicho" de mercado. Um produtor de Hong Kong, chamado Stephen Shiu Jr., trabalha em um filme pornô chamado 3D Zen and Sex. O orçamento da produção é estimado em 4 milhões de dólares, uma fortuna para os padrões pornográficos. "É só imaginar você assistindo algo que acontece ao seu lado, na cama", explicou Shiu ao jornal South China Morning Post.

E tem gente do mundo erótico se inspirando - até demais, para falar a verdade - em Avatar. A produtora norte-americana Hustler produziu um filme pornô estrelado por Navis, aqueles seres azuis, sabe? Pois é. O filme será comercializado por lá em DVD e Blue-Ray a partir de setembro. Mas já para ver a capa do projeto. Saca só:

 

 

Comentários

DESTAQUES DO OBAOBA