Roteiro da pegação em São Paulo

Saiba onde ir para se dar bem independente do seu gosto musical

Que São Paulo é a capital nacional da balada e tem a noite mais quente do país você já sabe. Mas com tantas opções, sempre rola aquela dúvida: “onde preciso ir para me dar bem?”. Bom, o ObaOba vai te dar uma forcinha.

Nós consultamos nossas bases, conversamos com especialistas no assunto e listamos aqui alguns lugares bacanas da cidade – dos mais diversos gêneros musicais - que proporcionam uma atmosfera bem propícia para a pegação, seja pelo som, pela estrutura da balada ou pelo público. Aproveita!

Sertanejo
O megahit "Ai se eu te pego", de Michel Teló, desperta a libido do povo e sintetiza muito bem o clima das baladas do gênero. O sertanejo universitário atrai multidões por onde passa... e uma multidão assanhada. É aquela coisa: dança juntinho, chamego gostoso. Uma das casas pioneiras no gênero é o Villa Country, na Barra Funda. Por lá, a pegação rola solta. A Vila Olímpia também ferve. Além da filial paulistana do Wood’s Bar que sempre lota, com direito a muita mulher bonita e gente famosa, outra balada que merece destaque é a casa da dupla Jorge & Matheus, o Villa Mix.

Esquenta
Prefere um ambiente mais intimista, pra conversar numa boa, anotar um número de telefone e tal? Então bares são uma boa pedida. O Gràcia tem decoração inspirada em Barcelona e rola até uma pistinha, que facilita o approach. O Mercearia São Pedro é um clássico da Vila Madalena, que reúne jornalistas, escritores e um pessoal mais cult. No meio do pastel, dos livros, dos DVDs, na calçada lotada, a caminho do banheiro... Pimba. Encontra a alma gêmea. E é possível que ela seja uma pessoa super inteligente! Pertinho do Merça tem o Tribunal. Como no vizinho, é bem difícil conseguir lugar para sentar, o que não é de todo ruim. Às vezes, ficar de pé, na parte de fora, pode render bons frutos. O Jacaré Grill é mais old school, então #ficadica para quem procura um público "mais maduro". Mesmo esquema, mas no Itaim, o Vaca Véia bomba aos domingos, uma boa opção para terminar o fim de semana.

Hip Hop/Black/Soul Music
Várias casas de São Paulo têm noites especificas para você que curte black music em geral. E black music é aquele rebolation, difícil zerar. Às terças, a Clash recebe a festa Chocolate (que ferve!); Às quintas, são duas boas opções: o Glória com a festa Black Tape (confira a galeria de fotos para sentir o clima), e o Lions, com a sua noite black batizada de Groovelicious. É bem delicious, viu, olha só as fotos da última festa, desta quinta, 12/01, que não nos deixa mentir!

Descolados e afins
Mas se você gosta mesmo de um ambiente mais alternativo, para curtir um show com pista cheia e gente interessante, o lugar mais indicado é o velho e bom Studio SP, na Rua Augusta. Outra boa pedida é a Casa 92, lá você pode encontrar alguém na pista, no canto, na sala ou na cozinha! Para uma pegada mais playba, a dica é  A.F.A.I.R. Como o próprio nome diz, As Far As I Remember (em português: até onde eu me lembro), ou seja, o que acontece lá, morre lá.

Sem preconceito
Para a turma LGBT, duas tradicionais casas são pedida certa: a The Week, com seis ambientes, sendo duas pistas; e A Lôca, com mais de dez anos de noite, um som mais alternativo e proposta pouco mais freak. Ahaza, bee!

Topo qualquer parada
A música não importa, o que você quer mesmo é partir pra cima? Então aqui vai uma lista de algumas baladas com programação musical variada: She Rocks, A Lanterna, Club Ice e Eazy. Já anota na agenda: na She Rocks, todas as quintas, rola a Early Party. É sair do trabalho e cair na gandaia de terno e tudo. Como o nome sugere, é balada começa e termina cedo, lá pelas 3h. 

Voodoohop, a balada itinerante
Festa itinerante nascida no Baixo Augusta em 2009, a Voodoohop já rolou até em prostíbulo, acredite se quiser. Atualmente, a balada acontece com certa frequência na Trackers, na República. Segundo uma assídua frequentadora, que prefere não se identificar, "é impossível sair sem pegar ninguém". Fica a dica.

Quer mais? Acesse o roteiro "Pegação SP" e veja mais casas para paquerar na capital paulista.

Atualizado em 20 Mai 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

14 rolês noturnos que todo paulistano precisa fazer pelo menos uma vez na vida

Experimentar a sala Drive-In da Caixa Belas Artes, cantar em um karaokê da Liberdade, aproveitar um happy hour na Vila Madá e por aí vai

8 produtos que vão te ajudar a fazer seu próprio spa day em casa

Pra um dia relaxante e cheio de cuidadinhos especiais, coisa que todos nós merecemos

10 fantasias do Carnaval 2017 que provam que o melhor do Brasil realmente é o brasileiro

Quanta criatividade, né gente?!

Mais de 16 produtos hilários que você vai querer comprar para o seu animal de estimação

Aquele agradinho que seu catioríneo, gatíneo ou qualquer que seja o animalzíneo merece!

7 dicas preciosas pra não entrar pra estatística do "fui roubado" neste Carnaval

Boas gambiarras pra não perder, além da dignidade, seus bens materiais

10 espaços urbanos que foram transformados em áreas de lazer em SP

São Paulo está cada vez mais sendo "ocupada" com esse propósito - e as festas e pontos de encontro passam a ser na rua!