8 seriados gays que você tem que assistir

Orange is The New Black, RuPaul's Drag Race e muitos outros que você não pode deixar de ver!

Cada vez mais comuns nas telas de TV norte-americanas, os seriados com temática LGBT são ousados, criativos, inovadores e quebram diversos dos estereótipos desse público. Para entender melhor a importância de se retratar gays, lésbicas, transgêneros, etc, na TV, basta um clique do controle remoto.

+ 10 razões para toda mulher ter um amigo gay
+ 10 perguntas e frases que os gays odeiam ouvir
+ As 10 melhores séries para assistir no Netflix

Confira nossa lista de seriados gays e divirta-se com essas dicas:

1. Queer as Folk


Queer as Folk foi um dos principais precursores da temática LGBT na TV. A trama original é europeia, mas foi a versão americana que fez sucesso, mostrando o cotidiano de jovens que se apaixonavam, frequentavam baladas gays, conviviam com problemas da modernidade, como o vírus HIV, entre outros temas. Brian e Mike eram os personagens principais: bons amigos, cuja tensão sexual perpassava também sentimentos amorosos e de ciúmes.

2. RuPaul’s Drag Race

Image and video hosting by TinyPic

Atualmente em sua sétima temporada, esse reality show retrata uma competição feroz entre drag queens em busca de fama e sucesso. RuPaul é o verdadeiro espírito do programa, com trocadilhos inteligentes e ótimos comentários. A competição entre as drags faz com que não falte drama e farpas nesse seriado. A prova eliminatória de cada episódio é uma batalha de dublagem entre as duas drags com o pior desempenho da semana. Vale a pena assistir!

3. Looking


Looking é um seriado de apenas duas temporadas da HBO, cuja história se passa em São Francisco e é centrada em torno da amizade de três amigos: Patrick, Augustín e Don. O objetivo do seriado foi tentar retratar personagens menos caricatos dos seriados gays, com dramas bastante particulares e temáticas de difícil abordagem crítica, como os relacionamentos por meio de redes sociais e a atual utilização do Truvada para evitar o contágio do vírus HIV.

4. Orange is the New Black

Image and video hosting by TinyPic

Diferente de qualquer coisa que você já viu na TV, Orange is the New Black conta a história de Piper Chapman, uma socialite suburbana que é condenada por um crime que ajudou a cometer há 10 anos, quando ainda estava na faculdade. Ela acaba encarcerada no presídio Litchfield, onde tem que se enquadrar a divisões de classe, cor, faixa etária e raça. Lá ela encontra Alex Vause, sua amante lésbica e parceira de crime, o que torna a prisão muito mais dramática, romântica e inusitada.

5. Will and Grace

Um clássico dos seriados gays da década passada, Will and Grace é a história de dois melhores amigos que vivem juntos e passam por diversas histórias ao longo de sua amizade. Ela, uma arquiteta desajeitada, com dificuldades para encontrar o homem ideal. Ele, um advogado bem-sucedido, que quer ser mais do que apenas um rostinho bonito na boate gay. O elenco não poderia deixar de ser completo por Karen e Jack, amigos do casal e verdadeiros protagonistas da série.

6. The L World


Em Los Angeles, a jornalista Alex decide mapear a intricada rede de relacionamentos lésbicos da cidade. A partir daí, somos apresentados a uma série de personagens complexos e muito interessantes. Shane, por exemplo, é uma cabelereira andrógena, com dificuldades de se relacionar amorosamente com as pessoas com quem transa. Tina e Bette formam o casal maduro do programa, com os dramas de um casamento aos pedaços e um filho em comum.

7. Transparent


Essa sensível e bonita série da Amazon ganhou o último prêmio Golden Globes de melhor série nos Estados Unidos. Ela conta a história de Maura, uma mulher transgênero que só se assume assim para sua família bem tarde na vida. A primeira temporada se centra no drama gerado por essa “saída do armário”, já que ela tinha uma família com três filhos, um longo casamento e uma história de vários relacionamentos heterossexuais. A série é sensível e o elenco é muito talentoso. Vale a pena assistir!

8. Grace and Frankie


Capitaneada pelas talentosas Jane Fonda (Grace) e Lily Tomlin (Frankie), a série conta a história de duas ex-esposas de advogados em San Diego, que as abandonam para assumir seu romance gay. As duas nunca foram muito amigas, mas agora têm que morar juntas e se virar financeira e emocionalmente, enquanto seus ex-maridos constroem uma vida juntos como um casal.   

E você? A quais desses seriados gays você assiste? Tem algum preferido? Deixe aqui seus comentários e participe! Aproveite também para curtir nossa página no Facebook e acompanhar nossas postagens!

Atualizado em 28 Jul 2015.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

15 curiosidades sobre "3%", primeira produção totalmente brasileira da Netflix, que vão te deixar com vontade de assistir à série

O seriado estreou na última sexta-feira, 25 de novembro

7 motivos empolgantes para não perder a Comic Con 2016

O evento geek acontece de 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo

11 filmes da Netflix para se desidratar de tanto chorar

Prepare o seu chocolate e sua caixa de lenços

7 séries de demônios e espíritos do mal para assistir morrendo de medo

Seriados que misturam terror, suspense e possessão! Quem gosta?

20 séries que estreiam na Netflix em 2017

Novas temporadas, histórias, muita Marvel e motivos pra ficar em casa curtindo o serviço de streaming

7 séries que marcaram a adolescência dos anos 90 e que você pode rever na Netflix

Muitas e muitas temporadas para você assistir e relembrar! <3