Motivos para amar (e odiar) o filme ''50 Tons de Cinza''

Será que vale a pena acompanhar Anastasia e Grey?

O filme mal estreou e já está liderando as bilheterias de diversos cinemas, entre eles, os do Canadá e dos Estados Unidos. Adaptado da obra literária da autora E. L. James, o filme está dando o que falar devido as cenas de sexo e nudez, inclusive, muitas pessoas estão aproveitando até que demais desses momentos, como é o caso de algumas mulheres que foram pegas se masturbando durante a sessão.

+ Confira os brinquedos eróticos usados na trilogia ''50 Tons de Cinza'' 
+ 8 curiosidades sobre sadomasoquismo 
Os vibradores mais legais e bizarros 
 

Mas afinal, será que todo esse falatório é mesmo necessário? Vale a pena assistir esse conto erótico feito para donas de casa? Nós te ajudamos a decidir:

Vale a pena porque:

1. O escolhido para interpretar Christian Grey foi ninguém menos que Jamie Dornan. O ator é conhecido por ter participado de seriados como ''Once Upon a Time'', ''The Fall'' e filmes como ''Maria Antonieta''. Não precisamos mencionar que é gato pra c*****:

Im-pos-sí-vel resistir, socorro:

A Dakota Johnson também é estrela no filme, mas assim, estamos falando das partes boas, rs.

2. A fotografia da obra não está das melhores, mas é certamente um ponto favorável durante as cenas. Percebe-se que tudo foi muito bem pensado para que houvesse tesão suficiente por 2 horas;

3. O tema abordado no filme, por incrível que pareça, ainda é um tabu na socidade. Filmar um longa-metragem falando diretamente sobre sexo e sadomasoquismo é um baita avanço;

4. A trilha sonora foi muito bem escolhida, tem Ellie Goulding, The Weeknd, Beyoncé e até Frank Sinatra. Ainda não está convencido? Ao menos escute essa versão sedutora de Crazy In Love da rainha Be, ficou demais:

 

5. Mesmo que a história seja um bom prato de tédio (isso temos que admitir), como não gostar de um filme que esbanja riqueza e gente bonita? Todo mundo no filme é bonito e sensual, até a mãe do Grey, hahaha;

Dormir é uma ótima opção porque:

1. Uma mulher sendo dominada por um homem? Os tempos mudaram e o filme conseguiria chamar muito mais a atenção se a situação fosse inversa. Sabemos que a sociedade ainda curte ver filme onde a mulher é objeto sexual, mas é hora de mudar isso e estimular os direitos iguais ou algo menos óbvio: o homem de coleirinha;

Image and video hosting by TinyPic

2. Anastasia Steele é uma menina tonta, desajeitada e virgem. Isso não é um problema, mas o filme se torna desinteressante pelo fato de vermos obras assim dia após dia. O espectador quer algo novo;

3. O filme é quase uma cópia de Crepúsculo, o sadomasoquismo de ''50 Tons de Cinza'' é fichinha perto do significado real da prática. Edward Cullen mordendo a Bella Swan é mais interessante que as cenas de sexo de Christian Grey e Anastasia Steele; 

4. O verdadeiro burburinho por trás do filme é que: a galera queria ver sexo pesado no cinema. E o que aconteceu? O contrário. Durante as 2 horas do longa, as cenas mostram mais os peitos da atriz Dakota Johnson do que sexo explícito; 

Atualizado em 20 Fev 2015.

Por Juliane Romanini
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

15 curiosidades sobre "3%", primeira produção totalmente brasileira da Netflix, que vão te deixar com vontade de assistir à série

O seriado estreou na última sexta-feira, 25 de novembro

7 motivos empolgantes para não perder a Comic Con 2016

O evento geek acontece de 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo

11 filmes da Netflix para se desidratar de tanto chorar

Prepare o seu chocolate e sua caixa de lenços

7 séries de demônios e espíritos do mal para assistir morrendo de medo

Seriados que misturam terror, suspense e possessão! Quem gosta?

20 séries que estreiam na Netflix em 2017

Novas temporadas, histórias, muita Marvel e motivos pra ficar em casa curtindo o serviço de streaming

7 séries que marcaram a adolescência dos anos 90 e que você pode rever na Netflix

Muitas e muitas temporadas para você assistir e relembrar! <3