Top Models, o filme

Documentário retrata desafios e dificuldade da profissão com tom mais humano

O filme Top Models - Um Conto de Fadas Brasileiro, documentário que conta a história de 24 modelos do país, entra em cartaz no dia 17 de junho, em São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Salvador e Curitiba. Idealizado pelo produtor do SPFW, Paulo Borges, e dirigido por Richard Luiz, o filme, que tem uma hora e meia de duração, conta a trajetória das modelos, como são suas vidas, a adolescência perdida, problemas, medos, dificuldades para atingir o sucesso e qual foram os momentos marcantes, e que impulsionaram a carreira de cada uma.

Top Models é repleto de imagens do Rio de Janeiro, São Paulo, Nova York, Paris, Tóquio, Londres e Milão, cidades onde ocorrem os mais importantes desfiles e editoriais históricos. Ao total foram 400 horas de material gravado, entre depoimentos, desfiles, filmes comerciais e entrevistas com ícones da moda mundial como o fotógrafo Mario Testino, o estilista Jean-Paul Gaultier e o jornalista Tim Blanks. A atriz Alice Braga também participa do filme, numa parte ficcional, fazendo a narração de uma jornalista que deseja desvendar os mistérios do mundo da moda.

Sem dúvida, a vida dessas tops desperta curiosidade, mas o preconceito em relação ao estilo de vida que elas levam ainda é muito grande. Esse é um ponto interessante do filme, que consegue mostrar um lado mais humano e simples das modelos, principalmente pelo fato de conhecer o sotaque de cada uma delas, afinal elas vêm de todas as partes do Brasil: São Paulo, Sul de Minas, Rio Grande do Sul, Bahia, Rio Grande do Norte, Pará... Elas também falam dos medos do início da carreira, e chega a ser engraçado, quando revelam que no começo o sonho é ser capa da Revista Capricho, bíblia de qualquer menina adolescente.

Outra parte que merece destaque no filme é quando se explica que não basta ser magra, vestir uma roupa bonita ou sair bem na foto para ser uma modelo. Tem que ter personalidade, atitude e principalmente, muita paciência e educação. O documentário exalta que ser modelo é uma profissão como outra qualquer, é preciso muita dedicação, regras, estudar, cuidar do corpo, da pele, ser gentil, conhecer os estilistas, as revistas e as tendências.

O filme também mostra a perversidade do mundo da moda. Primeiro pelo fato de as modelos relatarem que, durante os castings, os produtores são grossos, tratam elas mal e dizem “não” na cara. A modelo Luciana Curtis fala como é difícil para uma adolescente entender que um dia ela é linda, perfeita, e no outro, que tem quadril grande, ou pequeno, e que ela não serve. O próprio Paulo Borges também explica o que é a “seleção natural”. De acordo com ele, as meninas ingressam muito cedo, com 13, 14 anos, quando o corpo não está totalmente desenvolvido, e quando chegam aos 17 estão fora dos padrões e aí começam com as dietas malucas para não saírem do mundo da moda. A média mostrada por uma ex-modelo no filme é que entre 100 garotas, apenas uma consegue alcançar o sucesso.

Como não poderia faltar, o documentário fala da importância que Gisele Bündchen teve para o mercado do Brasil. O “look saudável” da top, colocado por Anna Wintour, editora da Vogue América, fez com que todas as brasileiras fossem vistas com outros olhos pelo mundo. Por unanimidade, todas as modelos que participam do filme concordam que Gisele abriu as portas para as brasileiras, que são consideradas como únicas, lindas, divertidas, calorosas, bem humoradas, seguras com o corpo, e pertencentes a uma diversidade de estereótipos que impressiona qualquer profissional da moda.

Para assistir ao trailer de Top Models, clique aqui.

Atualizado em 20 Mai 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dos livros para o cinema: 11 obras literárias que vão virar filme em 2017

Dos best-sellers aos títulos menos comentados, a lista está cheia de surpresas!

6 filmes de super-heróis que queremos assistir nos cinemas em 2017

De "Logan" a "Liga da Justiça", confira os lançamentos do gênero

10 séries com apenas uma temporada que você VAI querer continuar assistindo

É praticamente impossível não querer ficar ligado nos próximos episódios!

10 filmes que fazem 10 anos em 2017 (para você se dar conta de que está ficando velho)

Para ver e se sentir velho!

Confira os lançamentos de filmes e séries no Netflix para o mês de janeiro

11 filmes lançados em 2016 que foram pouco comentados, mas vale a pena assistir

Conheça as produções que você não deveria deixar de assistir!