São Paulo > Variedades > As melhores séries de todos os tempos

As melhores séries de todos os tempos

Separamos uma lista com as séries mais legais desde o fim dos anos 80, seja para o público teen ou um pouco mais velho.

Última Publicação 19/03/2014

Só quem é maluco por série sabe a senação de acompanhar um drama, torcer pelos personagens, desejar uma morte lenta e dolorosa a outros, chorar de felicidade e de raiva, ficar órfão quando a série acaba ou com úlceras esperando a nova temporada.

+ Séries e programas de TV que marcaram os anos 90
+ 5 animações que não são tão infantis quanto parecem

Não tem idade para gostar de série e tem para todos os gostos. Por isso separamos uma lista com os melhores seriados desde o fim dos anos 80 para você relembrar a delícia que era (ou é) ficar colado na telinha esperando o próximo episódio.

Especiais para o público mais velho:

1989 – Simpsons

the simpsons

Talvez junto com Friends seja a maior série da TV. Hoje, na 22 temporada, só ganha mais audiência e episódios mais engraçados, parodiando o estilo de vida americano. Destaque para as cenas de cinema recriadas na série. Clique aqui para ver as melhores.

1990 - Law & Order

law and order

O seriado policial com mais de 23 anos ganhou mais três séries derivadas (Law & Order Criminal Intent, Law & Order Trial by Jury e Law & Order: Los Angeles) e passa até hoje. A quarta série derivada, Law & Order Special Victims Unit (unidade especializada em crimes sexuais) também foi explosão de audiência e está no ar desde 1999. Diferentemente de outras séries policiais, ela aborda tanto a investigação e prisão do suspeito quanto o julgamento dele, sem priorizar um ou outro.

1993 - Arquivo X

arquivo x

Scully e Mulder investigavam casos incríveis sobre assuntos paranormais, extraterrestres e muito esquisitos. Mulder acredita na existência de extraterrestres e em paranormalidade, enquanto Scully, uma médica cética, é designada para fazer análises científicas das descobertas de Mulder. A série é considerada filha direta de Twin Peaks, do diretor David Lynch.

1994 – Friends

friends

Junto com Simpsons, a maior série de todos os tempos, especialmente para os padrões dos anos 90, durou dez anos e é reprisada até hoje. Joey, Ross, Rachel, Pheobe e Monica marcaram tanto o público jovem quanto o mais velho, retratando os problemas e desafios mais comuns e sem solução exata da vida de todo mundo. Destaque para o humor “inocente” da série, e para a verdadeira lição de amizade que ela traz. Quem não chorou com o pedido de casamento de Monica que atire a primeira pedra.

1998 - Sex and The City

sex and the city

A visão íntima da vida de quatro mulheres em NY, narrada por uma delas, Carrie Bradshaw, fala sobre sexo, casamento, relacionamentos, problemas de saúde, guarda roupas e a vida de mulheres de 30 anos. Com um foco menos jovem do que as séries femininas da época, ganhou destaque por falar abertamente sobre sexo de forma feminina e real, sem exageros ou meias palavras.

2003 - Nip/Tuc

nip/tuc

O polêmico seriado dramático conta a história de dois cirurgiões plásticos de Miami. Misturando os casos dos pacientes, a vida pessoal e o lado obscuro das cirurgias plásticas, a série ficou bem conhecida por abordar temas pesados, pelas cenas detalhistas e grande quantidade de sexo na trama. A série, apesar de destinada a um público mais velho, tem fãs de todas as idades (o que não agradou muito os pais americanos).

2003 - Two And A Half Men

two and a half man

A polêmica série de humor estrelada por Charlie Sheen como Charlie, fala da vida de um quarentão que vive em Malibu e só se envolve em relações superficiais e de curta duração com mulheres muito bonitas e muito mais novas que ele. Ao mesmo tempo, seu irmão, Alan, depois do divórcio, vai morar com ele e recebe aos fins de semana o filho Jake. Os irmãos não poderiam ser mais diferentes, Alan, um quiroprata, é certinho e tenta levar uma vida direita e séria, mas só passa perrengues, enquanto o irmão bom vivant consegue tudo que quer. Alcoolismo, ironia, piadas pra lá de sujas, péssimos exemplos e tiradas famosas recheiam a série, que demitiu Charlie Sheen e colocou em seu lugar Ashton Kutcher, mudando o foco. A audiência caiu e há boatos do retorno de Sheen.

2004 – House

house

O médico inspirado em Sherlock Holmes com uma boa dose de ironia, mau humor, ceticismo e misantropia ganhou o mundo resolvendo os casos mais difícieis de New Jersey. A série, que acabou em 2012, teve oito temporadas e bateu recordes de audiência. Saudades, Dr. House.

2005 - Prision Break

prision break

A série americana conta a história de Licoln, que está no corredor da morte após ser injustamente acusado de assassinato. Seu irmão Michael decide então assaltar um banco para ser preso e levado para o mesmo lugar que Lincoln está. A fuga dos dois toma proporções inimagináveis e o FBI começa a procurá-los. Bem executada e cheia de emoção, a série tem cinco temporadas e fez muito sucesso nos EUA, Europa e Brasil, especialmente no Rio de Janeiro.

2007 – Californication

californication

Outra série bem polêmica trata a história de Hank Moody, um escritor em bloqueio criativo, alcoólatra, sex addict, que tenta lidar com a crise na carreira, a filha adolescente, a relação conturbada com a ex-namorada, e o melhor amigo e agente Charlie. A série tem um tom irônico e boêmio, lotado de cenas de bebedeira, sexo, ressaca (muita, muita ressaca), dramas psicológicos, intervenções e toda a graça deprimente e infinita que só um alcoólatra rico pode proporcionar.

2008 - Breaking Bad

breaking bad

Uma das séries mais polêmica da TV, que acabou de estrear sua quinta temporada. Ela conta a história de Walter White, um professor de química que descobre um câncer. Para garantir um futuro para sua família - e o bebê que sua mulher ainda carrega na barriga - antes de morrer, ele passa a cozinhar metanfetamina junto com Jesse, um ex-aluno com problemas com drogas. Rapidamente eles se envolvem numa viagem sem saída. A série ganhou destaque pela transição rápida e extrema de Walter, que mais tarde se cura do câncer mas, agora rico e sem volta, continua cozinhando.

Séries que transitam entre as faixas etárias:

2003 – One Tree Hill

one tree hill

Mesmo sem grandes prêmios ou audiência, a série ficou por 8 anos na televisão e foi muito comentada pelo público e crítica. A série conta a vida de Lucas, um adolescente que sonha em ser jogador de basquete. Sua família complicada, os problemas com o pai, a paixão pela namorada do irmão e outros problemas familiares recheiam a série. Destaque para a mudança de foco do seriado a cada duas temporadas, que o tira do roteiro teen e o coloca como uma série mais velha.

2006 – Dexter

dexter

Contando a história de um assassino em série que trabalha como perito em sangue na polícia de Miami, Dexter lida com a necessidade de ter uma vida “normal”, namorar, casar, ter filhos, lidar com os colegas, fingir certas emoções. Seguindo um código de conduta ensinado por seu pai adotivo, ex-policial, ele só mata criminosos e tem um processo de caça, confirmação da “maldade” e todo um ritual de morte. A vida pessoal, a relação com a irmã adotiva e seus próprios dilemas psicológicos apimentam a série, que tem como narrador comentarista o próprio Dexter Morgan.

2010 - Walking Dead

walking dead

A série pós-apocalíptica adaptada dos quadrinhos foi outra que ganhou o mundo. Além da maquiagens incríveis, enredo bem construído e uma teoria zumbi que chega muito perto de algo bem possível, está para ser lançada a quarta temporada. Na história, Rick, um xerife, acorda de um coma depois de tomar um tiro e descobre que sua cidade foi invadida por “andantes”. Ele tenta reencontrar a mulher e o filho. Em seguida eles veem que o mundo todo está infectado e tentam sobreviver.

Especiais para o público teen: 

1987 - Full House (Três é Demais)

tres é demais

O viúvo Danny é pai de três filhas. Para conseguir trabalhar e cuidar das garotas, ele pede ajuda para seu melhor amigo e um cunhado roqueiro, Joey e Jesse. Michelle, a mais nova, era interpretada tanto por Mary Kate quanto Ashley Olsen, curioso, né?

1990 - Beverly Hills

beverly hills

Drogas, alcoolismo e gravidez na adolescência eram alguns dos assuntos em pauta na série teen. Considerada uma das primeiras séries voltadas para os problemas jovens, também falava das relações familiares, amorosas e de amizade entre o grupo de Brandon, Brenda, Kelly, David, Donna e companhia. Mas é claro, tudo no bairro mais rico e mimado da Califórnia.

1996 - Sabrina, Aprendiz de Feiticeira

sabrina aprendiz de feiticeira

A série de comédia inspirada em uma história em quadrinhos fala de Sabrina, uma menina de 16 anos que começa a manifestar poderes mágicos e descobre que é uma bruxa. Gato preto, voo de vassoura, problemas adolescentes, escola, família e namoro são misturados na trama.

1996 - Um Maluco no Pedaço

um maluco no pedaço

A série que revelou Will Smith contava a história de um menino que se mudava da Filadélfia para Bel Air, o bairro rico e badalado. Ele e o primo, Carlton Bank, aprontavam todo tipo de besteira e tentavam escapar dos problemas usando nada mais nada menos do que a cara de pau. Destaque para a música de abertura, que ninguém sabia cantar inteira.

1997 - Buffy

buffy

A caça vampiros mais famosa da televisão, fazia sucesso muito antes de Crepúsculo. Considerada uma série cult, tinha uma audiência marcante por apresentar Buffy como uma menina aparentemente insignificante e comum e transformá-la em uma mulher extraordinária e corajosa. Segundo o próprio diretor, ele queria pegar a garotinha loira que entra em um beco escuro e morre esfaqueada e transformar na garotinha loira que entra num beco escuro e caça o caçador.

1998 - Dawsons Creek

dawsons creek

O drama teen com discussões existencialistas e profundas de Dawson, Pacey, Joey e Jen, se passa na cidade de Capeside. Foi considerada uma das melhores séries para jovens nos anos 90. Inicialmente programada como ‘tapa-buraco’ na programação americana, o seriado caiu no gosto do público e durou 6 temporadas.

1998 - That ‘70s Show

that 70s show

Filmada no fim dos anos 90, a série retrata a vida de seis jovens nos anos 70, a década do dance music, das festas, da libertação sexual, feminismo e drogas. Responsável por lançar Ashton Kutcher, a série ficou bem conhecida pela maneira engraçada e divertida que pautava a vida do grupo de amigos nos anos 70 e seus conflitos. Destaque para a caracterização da série, que realmente te faz voltar aos anos 70.

2000 - Gilmore Girls

gilmore girls

Com sete temporadas, a série mostra a vida de uma mãe solteira e sua filha adolescente na cidadezinha de Stars Hollow. A série explora temas de família, relacionamentos, conflitos de geração, classes sociais e amizades. A união e amizade de mãe e filha são destaque gracinha da série.

2001 – Smallville

small ville

Explorando a infância e adolescência de Clark Kent, Superman, ela coloca o superboy em situações cotidianas tendo que lidar com seus poderes, paixões, amigos, Lex Luthor, e outros personagens dos quadrinhos, adaptados para a série. Apesar de colocar Clark Kent como um personagem meio bobo e bonzinho demais para ser verdade (bem diferente dos quadrinhos), ela fez muito sucesso e ganhou 10 temporadas e mais de 8 milhões de telespectadores.

2003 - The OC

the oc

A série de drama que fez todo adolescente do começo dos anos 2000 chorar, contava a história de um advogado que acabava adotando Ryan, um adolescente problemático. Ryan vai morar em Orange Country, um paraíso na Califórnia. Brigas, álcool, drogas, conflitos adolescentes, assassinato e muito, muito, muito drama bombaram a série. Infelizmente, depois da saída da Mischa Barton, o declínio de audiência foi tão grande que a série acabou com menos de 100 episódios. É considerada uma das melhores dos anos 2000.

 2004 - Veronica Mars

veronica mars

A série americana conta a vida de uma menina que mora em uma cidade “sem classe média”, uma das garotas mais populares da descola, que vê sua vida mudar quando sua melhor amiga é assassinada e o xerife vê seu pai como o principal suspeito. Ela é abandonada pela mãe, fica sem dinheiro e é afastada de todos os seus amigos, ainda sem saber quem matou a melhor amiga.  Assim, ela vira uma espécie de jovem espiã.

2007 - Skins

skin

A série inglesa (que depois ganhou uma versão horrorosa americana), retrata a vida de grupos de adolescentes em Bristol. Muitas drogas, sexo, história polêmicas, famílias disfuncionais, morte, transtorno mental e todas aquelas realidades adolescentes que as séries e a televisão tem medo de mostrar de forma real. A cada temporada o foco é em um grupo de amigos com seus dramas pessoais e em conjunto. Cada episódio é “dedicado” a uma personagem, sendo costumeiramente o último sobre todos. Atualmente em sua sétima e última temporada, ela contará com alguns personagens que já passaram por todas as temporadas.

2007 - Gossip Girl

gossip girls

Considerada uma versão teen de Sex And The City misturada com Beverly Hills, retrata a vida de um grupo de adolescentes que vive no bairro mais rico de NY. Drama, rivalidade, sexo, drogas, traição, aparências, troca troca de relacionamentos são os assuntos mais tratados na série, que pesa um pouco a mão e tornou a série um pouco caricata.

2009 - The Vampire Diaries

Inspirada na coleção de livros homônima, a série conta a história dos irmãos vampiros Stefan e Damon em um triângulo amoroso com Elena, a possível reencarnação de Katherine, que era o centro do triângulo amoroso dos irmãos 100 anos atrás. A série sai totalmente da história do livro já na segunda temporada e assume um roteiro próprio, muito bem construído e cheio de drama, traições e vampiranges.

Julia Bueno redator(a)

Comentários

DESTAQUES DO OBAOBA