10 dicas para fazer uma viagem econômica para fora do Brasil

Viajar é bom e todo mundo gosta, o problema é pagar tudo que gastou depois

Você sempre quis viajar para fora do país, mas acha que não é pra você e imagina que precisa ter muito dinheiro para poder passar 15 dias passeando pela gringa? Então essa matéria veio para provar que você pode e deve viajar pelo mundo :)

+ Perguntas que gringos fazem e irritam brasileiros 
+ Conheça as praias paradisíacas pelo mundo a fora 
+ Tipos de turista que encontramos em viagens na gringa

Confira então dicas importantes para você economizar dinheiro e planejar uma viagem: 

1. Documentos sempre em dia

O mais importante é você ter os documentos sempre em dia, nem que seja apenas seu passaporte, afinal, você não precisa de visto para entrar em muitos países - como os europeus ou da América do Sul.

E vai que você ganhe uma viagem com tudo pago daquele concurso cultural que você participou, ou vê uma promoção bombástica, que por falta de documentos em dia, não pode aproveitar? Melhor estar sempre prevenido ;)

2. Passe longe de agências de viagem

Contratar o serviço de uma agência de viagem era muito útil quando não tínhamos internet, afinal, né? Mas agora, com o mundo em nossas mãos, ficou muito mais fácil – e barato – montar um roteiro que seja a sua cara e que combine com o seu bolso.

Então procure evitar agências de viagem, pois além das taxas absurdas que são cobradas, os preços de hotel e passagem aérea costumam sair muito mais caras do que comprar por conta. 

3. Fique de olho nas promoções de baixa temporada

Tenha em mente que estamos no hemisfério sul e nosso calendário de alta temporada pode ser diferente do destino que você deseja ir. Por exemplo, ir para a Europa ou Miami durante o inverno sai muito mais em conta do que no verão, que é alta temporada. Enquanto viajar para Bariloche ou qualquer outra estação de esqui durante o outono, sai muito mais barato do que no inverno.



Procure ter essa noção de inverno/verão de acordo com o lugar que você está planejando :)

4. Compre a passagem de avião mais barata

Se uma ponte aérea para o Rio de Janeiro pode custar mais de mil reais se comprada de última hora, imagina para uma viagem internacional? Então sempre compre a sua passagem com antecedência de pelo menos seis meses da data que você vai viajar, pois além de você poder parcelar o valor, dá tempo de se planejar e guardar dinheiro para poder gastar durante a viagem.

Fique de olho no Melhores Destinos, um site que sempre posta as promoções de passagens aéreas mais baratas – e que mais valem a pena. E antes de comprar a sua passagem direto com a companhia aérea, pesquise em sites como o Decolar ou Submarino Viagens, que mostram o comparativo de preços entre diversas companhias aéreas. E não se esqueça que também tem taxa de embarque para pagar, e dependendo do site, também é cobrada uma taxa de serviço. Pesquise bem, que no fim, você pode acabar economizando uma boa grana.

5. Onde ficar?


Você tem muitas opções, tudo depende do seu grau de aventura, desejo por conforto e dinheiro. Então se liga em algumas das opções:

AirBnb: Lá você pode procurar por apartamentos ou quartos para alugar no mundo inteiro - até nos lugares mais inusitados possíveis, tipo uma casa na árvore no meio da Suécia. Além de ser super confiável, existem alternativas para todos os gostos e bolsos. Se você ainda não conhece o site, não sabe o que está perdendo. Vale a pena dar uma fuçada lá :)

Hostel World e Hostels: Se você é o tipo de pessoa que ainda tem preconceito com albergues, apenas uma palavra: b-o-d-e. Óbvio que não é o tipo de acomodação que agrada a todos, mas o que pouca gente sabe é que albergues também oferecem acomodação para apenas duas pessoas, por exemplo.

A grande sacada de ficar em Hostels é para quando se viaja sozinho, que você paga apenas pela cama em um quarto dividido. Além disso, é uma boa oportunidade para conhecer pessoas novas e jovens :) Esses sites têm opções dos melhores albergues presentes em todos os cantos do mundo, se você estiver viajando sozinho ou não quiser gastar muito é a melhor alternativa.

Booking.com: Sem sombra de dúvidas, esse é o melhor site para fazer reserva de hotel. Além dele não cobrar taxa de serviço, te dá as melhores opções de acordo com o tipo de viagem que você desejar fazer: romântica, com os pais, com crianças, enfim, é uma infinidade de hotéis dos mais variados. E os preços também variam, suítes de R$ 50 até R$ 60 mil.

Dica preciosa: Antes de fazer uma reserva, não se esqueça de analisar os reviews de outros usuários, checar a localização e formas de pagamento – o ideal é sempre pegar quartos com cancelamento grátis para você não perder toda a grana, caso precise cancelar a reserva.

6. Metrô x táxi x andar a pé

São poucas as cidades no mundo que têm tantas ladeiras como São Paulo – risos. Então se você quiser economizar, procure usar o transporte público da cidade que você estiver indo ou simplesmente andar a pé - além de fazer bem para a saúde, emagrece, você conhece cada canto da cidade e ainda é grátis :)

Caso opte por transporte público, se informe antes de ir viajar, pois muitas cidades oferecem passes semanais que acabam saindo mais em conta que comprar na hora.

7. Refeições

Se você quer economizar, procure cortando os restaurantes caros da sua lista de viagem. Procure fazer uma compra no supermercado e deixe coisas essenciais tipo frutas, sucos ou garrafas de água no lugar que você estiver hospedado. Caso seja um apartamento, não desconsidere a opção de cozinhar.

E claro, não subestime as comidas de rua, além de serem baratas, ainda são uma delícia <3

8. Planejamento

Pesquise muito antes de ir viajar, desde coisas legais – e gratuitas - para serem vistas, até quanto dinheiro você terá disponível para gastar por dia. Viajar com pouco dinheiro não deixa a experiência menos legal, apenas requer um pouco mais de atenção e organização.

E claro, procure pesquisar um pouco sobre a cultura do lugar que você está indo conhecer. Não existe coisa mais feia do que chegar em um lugar e só saber endereço de lojas ZzZZzZ

9. Taxas mil: cuidado!

Alguns países cobram taxas em cima de cada centavo que você gastar. Por exemplo, na Califórnia, tudo que você comprar vai ter um acréscimo de 8,5%. Além disso, fique de olho nas taxas abusivas de cartão de crédito, como o IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras), que é cobrado 6,38% em cima de cada centavo que você gasta fora do Brasil. E claro, as taxas de prefeitura podem chegar até 15% do valor pago pela diária do hotel.

Uma boa opção é pagar o hotel com dinheiro na hora do check-in, e gastar o mínimo possível no cartão de crédito.

10. Não se deslumbre


As coisas fora do Brasil costumam ser bem mais baratas do que aqui, então não faz a louca deslumbrada, e segure a carteira. Compre apenas o incrível e necessário, e não se deslumbre a ponto de comprar coisas só por serem mais baratas. Por favor, né? 

Atualizado em 30 Mar 2015.

Por matita iazzetta
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

12 passeios exóticos que todo apaixonado pelo mar tem que fazer uma vez na vida

O amor está no mar <3

10 lugares com água tão cristalina que você não vai acreditar que são no Brasil

Não é o Caribe, as Maldivas nem o Mar Mediterrâneo - Tudo isso aqui é BRASIL!

Conheça os melhores hostels para se hospedar ao redor do Brasil

Saiba os lugares mais legais e atraentes para se hospedar e conhecer gente nova!

8 viagens para fazer com os amigos e curtir o último feriado prolongado do ano

O último feriado prolongado deste ano cai numa terça-feira, no dia 15 de novembro. Vai ficar em casa?

12 lugares paradísiacos para conhecer com os amigos se vocês amam acampar

Que tal trocar um hotel 5 estrelas por um hotel de 5 BILHÕES de estrelas?

Confira os melhores feriados para viajar em 2017

O próximo ano vai ser DOS BONS! Vem dar uma olhada :)