Cinco cachaças e um bar que você precisa conhecer em São Paulo

Nova opção em Pinheiros, Casa Café conta com mais de 50 tipos da bebida.

Produto de origem brasileira e produção regulada, a cachaça faz parte das nossas vidas desde sempre, seja no copo dos nossos pais, dando graça à caipirinha, seja nas batidas doces e enjoativas que tomamos em nossos primeiros carnavais ou quando crescemos e aprendemos a degustar nos bares e cachaçarias Brasil adentro.

+ Veja um guia das melhores cachaçarias de São Paulo
+ Melhores passeios da Zona Oeste de São Paulo
+ Os drinks mais pedidos nas baladas de São Paulo

Caso você aprecie o destilado, mas nunca teve a oportunidade de provar além do convencional, fomos ao Casa Café, em Pinheiros, acompanhados do cachaceiro Thiago Nego e provamos cinco cachaças diferentes que você deve procurar experimentar — valem cada gole. Confira:

Cachaça Casa do Engenho

Por ser envelhecida em barril de inox, a cachaça Casa do Engenho tem um sabor mais puro, sem a interferência de outros elementos. Por conta da sua destilação, o forte ardor, presente em outras cachaças é menor, o que agrada quem ainda não desenvolveu o gosto pela degustação. Cristalina, ela é indicada para ser servida após refeições pesadas – como uma feijoada, por exemplo. Para quem quer fazer um drink em que não haja o gosto da cachaça em específico, a cachaça Casa do Engenho é ideal.

Cachaça Weber Haus Sassafrás

Embora o Rio Grande do Sul nunca tenha sido um grande expoente na produção de cachaças, a Weber Haus vem mudando esse fato, tanto que três das suas bebidas estão entre as melhores do tipo no Brasil. Uma das cachaças da marca que você não pode deixar de provar é a Sassafrás, que é envelhecida durante um ano em barris de canela sassafrás e, por conta disso, conta com um aroma e um paladar mais adocicado. É um excelente acompanhamento para flans e pudins, em especial os que levam frutas vermelhas.  

Cachaça Mazzaropi 

Com uma coloração escura, caramelada, a cachaça Mazzaropi passa um ano e meio sendo curtida em um barril de carvalho francês e com um forte odor e sabor da madeira. Deliciosa, ela começou a ser produzida especialmente para os hóspedes do Hotel Fazenda Mazzaropi, em São Luiz do Paraitinga, interior paulista. Por harmonizar muito bem com tabacos, seja em charutos ou cachimbos, ela é uma cachaça para se ter em casa.

COMPOSTOS DE AGUARDENTE

Por contar com a adição de outros elementos não naturais da cana de açúcar, a cachaça, por lei, torna-se uma aguardente composta. As variações são diversas e o Casa Café ofereceu estas duas para serem degustadas.

Cachaça Ypióca 160 

Envelhecida durante seis anos em um barril de carvalho, a Ypióca 160 é uma edição especial da já famosa cachaça Ypióca – aquela da garrafa envolvida em palha. O elemento adicionado nesta cachaça é o malte, que dá um forte sabor ao líquido, que por vezes lembra o whisky. Sem dúvidas, esta é uma cachaça especial. A sua produção é limitada e única, seu lançamento ocorre de 10 em 10 anos, em comemoração aos 160 anos da maior cachaçaria do Brasil. A próxima edição, Ypióca 170, sairá em 2016. Pela sua exclusividade, ela é uma cachaça para momentos especiais e recomenda-se bebê-la gelada.

Cachaça Samba Nego 

A Samba Nego surgiu como uma ponte para pessoas que não tem o costume de tomar cachaça. Com sabor doce derivado da mistura entre a cachaça, a erva doce, o caramelo e o limão siciliano, ela é doce e não conta com o ardor tradicional das outras cachaças. Artesanal, ela é produzida em Suzano (SP) por Thiago Nego, que recomenda que ela seja degustada em momentos especiais, entre amigos, já que todo o conceito da Samba Nego veio de seu círculo social. “O líquido foi desenvolvido por mim, mas todo o conceito foi desenvolvido por amigos que pensaram juntos. Nome, logo, rótulo... tudo foi desenvolvido por pessoas diferentes e de áreas diferentes, ela tem gosto de amizade”, afirma.

A Samba Nego está presente em oito bares em São Paulo, sendo um deles o Casa Café, que é seu representante, vendendo cada garrafa por R$ 48.

O BAR 

 

Com 68 cachaças, 13 tipos de runs importados da América Central, além de whiskys e gins exclusivos no Brasil, o Casa Café é uma das boas novidades do bairro de Pinheiros. Localizado em um aconchegante sobrado na Mourato Coelho, quase na esquina com a Rua dos Pinheiros, o bar oferece uma grande variedade de drinks e bebidas, além de boas cervejas, como artesanal Double Vienna, de Curitiba. A cozinha também é um destaque da casa. Aberta todos os dias, oferece pratos como a fraldinha grelhada, e nos finais de semana, a moqueca com camarão, pirão e arroz.

O segundo andar da casa reserva algumas surpresas, como um pequeno museu da coquetelaria, com artigos clássicos e raros, além de uma biblioteca etílica, com mais de 200 artigos sobre bebidas alcoólicas. Não podemos deixar de citar a excelente seleção musical da casa, que conta com samba, house, disco e outros bons ritmos em sua playlist.

Ao fazer uma visita, não deixe de provar o drink Chora Neném, feito com a Samba Nego, hortelã, xarope de camomila, limão sicilianoo e maracujá. Refrescante e saboroso, o drink é um dos destaques da casa.

Chora Neném - Casa Café
 

 

Atualizado em 16 Abr 2014.

Por Rodrigo Guarizo
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

14 pubs que são point na noite paulistana e você precisa conhecer

Inspirados na cultura irlandesa e londrina, eles se destacam por sua decoração temática, cerveja e música ao vivo

Pra impressionar o crush: 13 bares para marcar um date em São Paulo

Ótimas dicas para quem está afim de fazer bonito e impressionar de primeira

Retrospectiva 2017: os 12 melhores bares que abriram neste ano em São Paulo

A gente selecionou os melhores novos points de SP pra você curtir!

Beco do Batman ganha bar a céu aberto com ambiente descontraído e clima de piquenique

O Bar do Beco é um misto de sanduicheira e bar, instalado em um casa dos anos 50 no icônico beco da Vila Madalena

Programação dos bares para a Oktoberfest em São Paulo

Saiba onde vão rolar as promoções especiais para o evento na capital paulista

Cervejaria do Itaim oferece happy hour com cervejas artesanais e petiscos pela metade do preço

No Les 3 Brasseurs, as cervejas artesanais da casa saem a partir de R$5 e os petiscos a partir de R$ 10,50