Carandiru: a realidade disfarçada de ficção

Estreou no final da semana retrasada um dos mais esperados filmes do ano, cujos anúncios começaram ainda no final de 2002 - Carandiru. Baseado no best-seller do médico Dráuzio Varella, já lido por mais de 1 milhão de pessoas, o livro vai para as telas através das mãos do cineasta argentino Hector Babenco. E promete ser tão inesquecível quanto Terra Estrangeira, Central do Brasil ou Cidade de Deus.

O filme é narrado pelo médico, que tem o nome apenas de Doutor, ao contrário do livro, que é escrito nominalmente pelo Dr. Dráuzio. No ano de 1992, com o surgimento da epidemia da aids, o Doutor é chamado para comparecer ao presídio do Carandiru, localizado na Zona Norte da cidade de São Paulo, para examinar os presos quanto à contaminação, e para ensiná-los a prevenir-se da doença.

Durante o dia, ele vai ouvindo aos poucos as histórias dos contaminados, e vai conhecendo o outro lado da vida daqueles 7 mil homens encarcerados naquelas grades. Fica sua decisão para o dia seguinte: voltar e continuar aquele trabalho, ou deixar para trás aquelas pessoas.

Aos poucos vai se revelando quem são aqueles homens e porque acabaram chegando até ali. Conhece-se também as regras do presídio, que tem suas próprias leis, e onde acima até da conquista da liberdade, luta-se pela sobrevivência. Primeiro precisa-se estar vivo, para depois ser livre.

Como todo bom filme nacional, até os coadjuvantes são conhecidos. Aqui vai uma lista com o nome do ator, um trabalho conhecido dele e o seu personagem no filme:

Luiz Carlos Vasconcelos (do seriado Brava Gente), como o Doutor.
Antônio Grassi (Engraçadinha) como o diretor do presídio, Sr. Pires.
Gero Camilo (de Bicho de Sete Cabeças) como Sem Chance, auxiliar do Doutor.
Rodrigo Santoro (de Mulheres Apaixonadas) como o travesti Lady Di.
Lázaro Ramos (do filme Madame Satã) como Ezequiel, um ex-surfista.
Caio Blat (de Um Anjo caiu do Céu) como Deusdete.
Milton Gonçalves (da peça Conduzindo Miss Daisy) como Seu Chico.
Aílton Graça, como Majestade, um preso que possui duas esposas.
Maria Luiza Mendonça (da série Engraçadinha) como Dalva, a esposa de Majestade.
Aída Lerner, como Rosirene, a segunda esposa de Majestade.
Floriano Peixoto (de Sabor da Paixão) como Antônio.
Robson Nunes (de Malhação), como Dada.
Ricardo Blat (do filme Bellini e a Esfinge), como Claudiomiro.
O rapper Sabotage, como Fuinha.
Wagner Moura (do filme Deus é Brasileiro) como Zico.
Milhem Cortaz (da peça O Melhor do Homem) como Peixeira.
Rita Cadillac tem uma participação como ela mesma, fazendo um show para os presos.

Várias foram as curiosidades que envolvem o filme. Ele foi filmado no real presídio do Carandiru, meses antes dele ser implodido, e com os presos ainda nos pavilhões. Foram utilizados 950 figurantes para fazer as cenas com presos e policiais. Infelizmente, o rapper Sabotage foi vítima da violência, sendo assassinado em janeiro de 2003, sem ter visto o filme terminado.

O filme termina com a invasão da polícia, no famoso massacre do Carandiru, onde 111 presos morreram, e deixa o questionamento: existem realmente culpados? Em Carandiru, a vida imita a vida.

Por Stevan F. Lekitsch
stevanlek@uol.com.br

Atualizado em 19 Mai 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Aplicativo lança serviço de passeios para pets com funções de agendamento e monitoramento do trajeto

A DogHero ainda seleciona as melhores pessoas para cuidar do seu cãozinho com muito amor

10 produtos criativos e inovadores que vão revolucionar a sua vida

De tênis que amarra sozinho a canudo de vidro e acessórios impressos em 3D

5 escritores contemporâneos para seguir nas redes sociais e se inspirar

Sentimentos, crises, autoestima e amor próprio são alguns dos temas que

10 livros autobiograficos incríveis para se inspirar na vida de pessoas maravilhosas

Atores, cantores e personalidades colocam a cara à tapa para contar suas trajetórias pessoais e profissionais

9 contas divertidas para alegrar o seu feed do Instagram

Perfis engraçadinhos, bonitos e até inspiradores para deixar o dia mais leve

9 livros que estão em alta para incluir na sua lista de leitura

De autobiografias a crônicas, poemas e obras que viraram filme