Jazz de outono

Depois do Chivas Jazz Festival que aconteceu em São Paulo e no Rio no final do mês de maio, vai rolar em todos os finais de semana de junho o Outono Jazz Festival, para alegria dos jazzistas de plantão.

Embu das Artes, cidadezinha conhecida por sua famosa feira de artesanato, será o palco do evento. Os shows acontecem na Cachaçaria Acqua Benedicta todas as sextas e sábados de junho a partir das 22:00h. O festival conseguiu reunir nomes de peso do cenário jazzístico brasileiro. No dia 6 de junho, primeiro dia do festival, tocam Rui Saleme (guitarra acústica), Ivan Decloedt (baixista da Orquestra Jazz Sinfônica) e Luís Brito (violino). A professora da ULM, Lis de Carvalho (piano) toca acompanhada de Itamar Colaço (baixista do grupo Zimbo Trio), Vinícius Dorin (saxofonista de Hermeto Pascoal) e Cezar de Mercês (vocal) no dia 7 de junho.

Na sexta, dia 13 de junho é a vez de Djalma Lima (guitarrista e coordenador de jazz do IGT) tocar ao lado do veterano baixista Pete Woolley e de sua talentosa filha, a vocalista Guzzi Woolley. Celso Pixinga, considerado um dos melhores baixistas do país, toca com Vítor Alcântara (saxofonista da Banda Mantiqueira) e com Lis de Carvalho (piano) no sábado, dia 14. O vibrafonista Beto Caldas e sua banda fazem show de música instrumental na sexta, 20 de junho, seguido pelo baixista Max Robert que toca no sábado, dia 21.

O último final de semana do festival tráz, no dia 27 o saxofonista Carlinhos Moreira ao lado da BirdBand, homenageando o grande saxofonista Charlie Parker, cujo apelido era Bird. O pianista Michel Freidenson encerra o festival ao lado do baixista Sílvio Mazzuca Jr. (que já tocou com Ivan Lins e Jane Duboc) e de Teco Cardoso (sax e flauta) membro da Orquestra Popular de Câmara.

Para aqueles que não agüentarem esperar até o próximo dia 6 de junho, uma ótima pedida é o trio Curupira, que toca no Sesc Vila Mariana nesta sexta (30/05). Formado pelo pianista André Marques, Ricardo Zohyo (baixo) e Cleber Almeida (bateria) o trio faz música instrumental misturando ritmos como maracatu, catira, frevo, baião, xote e samba. Todos esses ritmos temperam improvisos jazzísticos bem interessantes. Vale lembrar que o Curupira tocou na última edição do Free Jazz Festival, onde os três integrantes mostraram grande virtuosismo em seus respectivos instrumentos, surpreendendo o público que não conhecia o trabalho do trio.

Prepare-se, junho tráz uma verdadeira maratona de jazz.

Atualizado em 19 Mai 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Do 'pudol' ao 'bigou': site promove adoção de vira-latas por meio de buscas erradas no Google

Cães recebem como nome os erros mais procurados do buscador a fim de dar mais visibilidade à adoção

8 coisas que você pode fazer em casa para matar o tédio em dias chuvosos

De jogos de bebida a spa em casa, qual tem mais a sua cara?

App lança mapa interativo que mostra blocos e festas de Carnaval próximos ao usuário

Foliões de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Olinda podem contar com a ajuda do app para se localizar

10 hábitos que têm o poder de mudar o seu ano completamente

Uma magia que só hábitos saudáveis podem oferecer

7 livros impressionantes que estão entre os mais vendidos de 2018 e você precisa ler

Ótimas leituras para começar 2019 inspirado nos best sellers que bombaram ano passado

9 livros para começar 2019 com o pé direito

Histórias reais, de suspense, romance e até para melhorar suas finanças durante o ano

Cadastre-se para
NOVIDADES

×
Receba novidades do Oba Oba

Whatsapp Guia da Semana
Receba nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas em seu Whatsapp

CADASTRE-SE

Notificações em seu PC ou celular
Receba notificações instantâneas com nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas

CADASTRE-SE

Newsletter do Oba Oba
Dicas semanais para aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer.