Policiais fazem blitz em Sampa

Nas últimas semanas um papo bastante polêmico vem ganhando a atenção da mídia. O jornal Folha de São Paulo publicou a matéria “Policiais “Clubbers””, que detalha as ações de policias durante blitz em raves e casas noturnas, que rolam no interior e em São Paulo, à procura de drogas sintéticas, como ecstasy e LSD.

A operação, apelidada de Dancing, funciona da seguinte maneira: policiais jovens trocam as fardas por roupas descoladas, dirigem carros importados, usam perucas e óculos, se infiltram no meio da rapaziada e ficam de olho no consumo e venda de drogas. Essa estratégia tem o objetivo de fechar o ciclo do ecstasy, não dando oportunidade para os adolescentes adquirir a droga e posteriormente o vício.

Os policiais freqüentam mais de uma festa por ação e já pararam algumas danceterias da Vila Olímpia, onde revistaram centenas de pessoas, apreenderam quantidades significativas de ecstasy, maconha e cocaína e encaminharam menores de idade embriagados para os pais. Durante a ação, o Corpo de Bombeiros esteve presente verificando as condições de segurança das casas noturnas.

Boa parte do preconceito sobre as festas eletrônicas é por causa das drogas e está na hora da comunidade eletrônica mudar isso... Seja consciente, não use drogas e respeite a música eletrônica!

Atualizado em 19 Mai 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

10 livros autobiograficos incríveis para se inspirar na vida de pessoas maravilhosas

Atores, cantores e personalidades colocam a cara à tapa para contar suas trajetórias pessoais e profissionais

9 contas divertidas para alegrar o seu feed do Instagram

Perfis engraçadinhos, bonitos e até inspiradores para deixar o dia mais leve

9 livros que estão em alta para incluir na sua lista de leitura

De autobiografias a crônicas, poemas e obras que viraram filme

10 presentes diferentes para agradar o mozão no Dia dos Namorados

Pra fazer bem bonito nesta data especial e aumentar a barrinha do amor através de alguns mimos

6 dicas infalíveis para se sair bem na arte de paquerar no Instagram

Já que a rede social está ali disponível e dando bobeira, partiu flertar online

Brilho sustentável: conheça 4 alternativas ecológicas para o uso do glitter no Carnaval

Atenção foliões: saiba como substituir o glitter feito de microplásticos por um que não agrida o meio ambiente!