13 filmes indie que você tem que assistir antes de morrer

Selecionamos os melhores filmes independentes dos últimos 50 anos; confira!

Cinema cult, indie, comercial... São tantas as definições que permeiam o mundo cinematográfico que, às vezes, fica difícil se encontrar. Em primeiro lugar é importante saber que: 1) nenhum filme nasce cult - o que caracteriza esse tipo de cinema é o fato de ele ser cultuado por uma legião de fãs; 2) cinema indie tornou-se um gênero e não mais necessariamente um formato e 3) cinema comercial ou mainstream é aquele que é exibido em diversas salas e atinge um maior número de pessoas. 

+ 10 motivos para amar Sofia Coppola
+ As melhores tracks de Quentin Tarantino 
+ Por que vocë precisa conhecer David Lynch  

Esclarecidos esses pontos, o ObaOba resolvou elencar os 13 filmes indie mais importantes de todos os tempos - lista imperdível para quem curte esse tipo de cinema. Se liga! 

1. Eraserhead (David Lynch, 1977)  

Antes de se tornar um dos artistas mais multifacetados do mundo do cinema, David Lynch deu um grande passo para o cinema independente, já mostrando o seu caráter sombrio e surrealista. Por que assistir? É o primeiro filme do diretor e um dos maiores clássicos do cinema independente. 

Eraserhead (David Lynch, 1977)

2. Uma Noite Alucinante (Sam Raimi, 1981)  

Um dos gêneros mais aclamados do cinema indie é o horror/trash e Uma Noite Alucinante representa esse universo muito bem. Por que assistir? É um dos maiores filmes de terror cult, com várias continuações e remakes.

Uma Noite Alucinante

3. Jackie Brown (Quentin Tarantino, 1997)  

Depois de Cães de Aluguel e Pulp Fiction, Quentin Tarantino continuou a revolucionar o cinema com Jackie Brown, um de seus filmes menos conhecidos. Por que assistir? Jackie Brown é essencial na carreira do diretor e também para o cinema independente.

Jackie Brown (Quentin Tarantino, 1997)

4. Violência Gratuita (Michael Haneke, 1997)  

Um dos filmes mais perturbadores de Michael Heneke é também um dos mais cultuados no universo dos filmes de terror psicológico. Por que assistir? Mega cultuado, Violência Gratuita ganhou um remake em 2007 completamente igual a primeira versão.

4. Violência Gratuita (Michael Haneke, 1997)

5. Corra, Lola, Corra (Tom Tykwer, 1998) 

Baixo orçamento, atores desconhecidos e roteiro não linear compõem a narrativa de Corra, Lola, Corra. Por que assistir? Um dos filmes mais importantes no circuito cult e um clássico do cinema alemão

5. Corra, Lola, Corra (Tom Tykwer, 1998)

6. A Bruxa de Blair (Eduardo Sánchez & Daniel Myrick, 1999)

Quando lançado, A Bruxa de Blair revolucionou o cinema de terror, com a pegada de câmera na mão, característica essencial no cinema independente. Por que assistir? A Bruxa de Blair é, sem dúvidas, um dos filmes mais importantes no circuito terror/indie. 

6. A Bruxa de Blair (Eduardo Sánchez & Daniel Myrick, 1999)

7. Quero Ser John Malkovich (Spike Jonze, 1999)  

Quero Ser John Malkovich é um dos primeiros filmes de Spike Jonze, um dos nomes mais representativos do cinema hipster. Por que assistir? O filme deve estar presente na biblioteca de qualquer amante do cinema indie, além de ser dirigido por Jonze, responsável por outros clássicos cult, como o recente Her.

 Quero Ser John Malkovich (Spike Jonze, 1999)

8. Réquiem Para um Sonho (Darren Aronofsky, 2000)  

Baseado no livro homônimo, Réquiem Para um Sonho traz o universo das drogas como nunca retratado antes. Por que assistir? Dirigido por Darren Aronofsky, diretor essencial para o cinema indie, tendo dirigido filmes como Pi e Cisne Negro.

Réquiem Para um Sonho (Darren Aronofsky, 2000)

9. Donnie Darko (Richard Kelly, 2001)  

Longa assistido e cultuado por 10 a cada 10 hispters de plantão. Com certeza revolucionou não só o cinema indie, como o mundial. Por que assistir? Um dos filmes mais nonsense da história do cinema, Donnie Darko abriu as portas para Jake Gyllenhaal, hoje um dos maiores atores hollywoodianos.

Donnie Darko (Richard Kelly, 2001)

10. Secretária (Steven Shainberg, 2002)  

Pouco conhecido, Secretária foi o grande destaque do Festival de Sundance em 2002 e traz o mundo do sadomasoquismo de forma completamente original. Por que assistir? O filme é tão importante que influenciou diretamente o best seller Cinquenta Tons de Cinza.

Secretária (Steven Shainberg, 2002)

11. Elefante (Gus Van Sant, 2003)  

O filme retrata de maneira tocante e original o massacre de Columbine, que deixou dezenas de jovens mortos. Por que assistir? Gus Van Sant não pode ficar de fora da biblioteca de qualquer cinéfilo. Além de Elefante, o diretor é responsável por outros clássicos como Garotos de Programa e Paranoid Park

 Elefante (Gus Van Sant, 2003)

12. Encontros e Desencontros (Sofia Copolla, 2003)  

O segundo e mais cultuado filme de Sofia Coppola catapultou a carreira da diretora para o mainstream, tendo levado o Oscar de Melhor Roteiro. Por que assistir? Encontros e Desencontros apresentou a até então novata Scarlett Johansson e ainda conta com Bill Murray, um dos principais atores do cinema indie. 

Encontros e Desencontros (Sofia Copolla, 2003)

13. Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (Michel Gondry, 2004)  

Um dos filmes mais cultuados de todos os tempos, segue as características de todo bom filme indie e é amado pelos mais diversos tipos de público. Por que assistir? Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças é a obra prima do mestre do cinema surrealista/indie, Michel Gondry.

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (Michel Gondry, 2004)

Atualizado em 22 Ago 2014.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

8 Filmes com Adam Sandler que são surpreendentemente bons

Ator está sendo elogiado no festival de Cannes pelo drama “The Meyerowitz Stories”

10 petiscos que combinam perfeitamente com aquela maratona de filmes e seriados

O balde de pipoca vai ficar pequeno de tanta coisa gostosa que você vai querer provar.

13 filmes lançados em 2017 que talvez você não tenha ouvido falar - mas que são magníficos

Do bom drama ao suspense, sem deixar de lado obras estrangeiras que merecem destaque

Cinema de graça: 22 filmes para ver durante a Virada Cultural

"Grease", "Trainspotting" e "Donnie Darko" terão sessões gratuitas entre sábado e domingo

15 filmes do universo Marvel para ver na Netflix

“Capitão América: O Soldado Invernal” e “Thor: O Mundo Sombrio” já estão em cartaz no serviço de streaming

15 filmes da Netflix que são baseados em histórias reais e você não sabia

Histórias impressionantes que vão muito além da ficção do cinema!