As 5 melhores bandas que a série Sonic Highways apresentou

A série criada e dirigida por Dave Grohl está cheia de bandas e músicos de primeira.

A série "Sonic Highways", que estreou no Brasil no final de novembro do ano passado, conta a saga do Foo Fighters na produção do oitavo disco da banda, que leva o mesmo nome da série. O quinteto liderado por Dave Grohl passou por Seattle, Chicago, Washignton DC, Los Angeles, Nova York, Nashville e Austin para resgatar as raízes da música americana e buscar inspiração para novas canções, que dialogam com os locais em que foram feitas.

5 motivos para não perder o show do Foo Fighters no Brasil em 2015
Confira o provável setlist dos shows do Foo Fighters no Brasil
Shows do Lollapalooza Brasil 2015 em outras cidades do país

Além de mostrar o processo criativo da banda, a produção também trouxe a tona diversas bandas importantes para a história musical americana e seus principais gêneros, como o jazz, country, funk, punk, dentre outros.

Conheça algumas das bandas reveladas pela série "Sonic Highways":

The Meters

A banda de funk, que na série aparece no episódio de New Orleans, foi inicialmente formada por Art Neville (órgão e vocais), George Porter Jr. (baixo), Zigaboo Modeliste (bateria) e Leo Nocentelli (guitarra), em 1969. O funk, que só estouraria na década de 70 tendo James Brown na linha de frente, saiu do lugar comum nas mãos do The Meters, que modificaram o arranjo instrumental do gênero. Eles produziram 13 discos, sendo o último, "Fiyo at the Fillmore, Vol. 1", em 2003.

Durante a série, o desempenho do Zigaboo Modeliste é destacado por Dave Grohl e isso já é motivo suficiente para você dar play no vídeo abaixo.

Dr. John

Mac Rebennack Jr. também aparece no episódio de New Orleans e foi uma das inspirações, não apenas do The Meters, mas também de Dan Auerbach, vocalista do The Black Keys, que designou tudo o que Dr. John faz como perfeito. Ele já lançou mais de vinte álbuns e está na ativa até hoje, tendo mais de 40 anos de carreira. 

Truble Funk

A banda de Seattle, formada em 1978 e na ativa até hoje, foi a responsável por popularizar um subgênero do funk, conhecido como Go-go, que mistura ao funk, rhythm and blues e hip hop. O Truble Funk era famoso pelas apresentações cheias de energia, que atraíram e inspiram os punks de Seattle e o início do hardcore.

Bad Brains

Eles também são da capital americana e assistiram muitas apresentações do Truble Funk para se tornarem uma das bandas mais influentes dos Estados Unidos. Com mais de onze discos lançados, os Bad Brains misturaram diversos gêneros musicais e foram considerados um dos pioneiros do hardcore.

Trombone Shorty

Troy Andrews também é de New Orleans e começou a tocar trombone aos quatro anos de idade, quando o instrumento era maior do que ele. Hoje, aos 29 anos, Andrews conta na série que chegou a subir no palco com Bo Diddley quando criança, depois de ter tocado uma nota em seu trombone e despertado a atenção do veterano, que perguntou quem estava atrapalhando a apresentação.

Atualmente ele está em carreira solo e mistura o trombone com batidas mais pops, como você pode notar no vídeo abaixo.

 

Atualizado em 20 Jan 2015.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

28 filmes, séries e documentários que estreiam na Netflix em outubro

'Stranger Things', 'Suburra', 'Criminal Minds', documentário sobre os Beatles e mais

Perturbador, “Esta é a sua morte – o show” estreia nesta quinta, 21

Filme sobre reality show de suicídios questiona se não levamos a cultura do espetáculo longe demais

CCXP 2017: tudo o que você precisa saber sobre o evento mais nerd do ano

Quarta edição da feira acontece entre os dias 7 e 10 de dezembro no São Paulo Expo

10 filmes baseados em quadrinhos que não são de super-heróis

“Atômica”, com Charlize Theron, é baseado na graphic novel “The Coldest City”

Mais de 30 filmes, séries e documentários imperdíveis que estreiam na Netflix em setembro

Vem descobrir quais novidades farão você querer ficar em casa com um balde de pipoca

Do antigo ao tecnológico: conheça 8 cinemas diferentões para conhecer em SP

Desbrave o que há de mais interessante entre as novas e antigas salas da cidade