Conheça um pouco mais sobre o cinema grego e seus principais filmes

O cinema produzido na Grécia está dando o que falar entre os cinéfilos e você não pode ficar de fora.

Muito da arte que se produz em determinado país é fruto da história e do contexto social, político, econômico e cultural do local. Esta relação entre arte e sociedade pode ser verificada em diversos momentos de grande explosão criativa, como a criação dos movimentos de vanguarda europeia, no início do século XX. No Brasil, o mesmo pode ser percebido durante os períodos modernista e tropicalista, em que a arte não era apenas expressão estética, mas de diversas variáveis do contexto da época. 

+ 12 filmes sul-americanos que você não pode deixar de ver
+ 8 documentários de música que você tem que assistir
As 9 melhores parcerias da música brasileira

A Grécia, desde a crise econômica iniciada em 2010, vem demonstrando através de sua produção cinematográfica que não é exceção na contextualização da situação que tem enfrentado, já que vem produzindo obras independentes, críticas, contundentes e ricas em conteúdo, como é caso dos filmes listados abaixo, que não são nada confortáveis e têm ganhado muitas das premiações mais concorridas pelo mundo afora.

Na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que já está acontecendo na capital paulista, tem quatro produções e coproduções gregas para quem quiser conferir o que está acontecendo no cenário cinematográfico do país. Os horários e locais de exibição dos longas podem ser vistos no site oficial da Mostra. Confira abaixo alguns dos melhores filmes gregos dos últimos anos.

Miss Violence

O filme Alexandro Avranas foi exibido na Mosta Internacional de 2013, mas entrou em cartaz oficialmente no Brasil em setembro deste ano e ainda pode ser visto no Caixa Belas Artes.

O longa conta a história de uma família que logo no início do filme perde um de seus membros. A partir de então inicia-se uma investigação para saber se a pessoa cometeu suicídio ou foi assassinada por algum familiar. A produção ganhou os prêmios de Melhor Ator e Melhor Diretor no Festival de Veneza de 2013.

Dente Canino

O filme de Yorgos Lanthimos  foi exibido na 33ª Mostra Internacional, em 2009. Ele fala sobre uma família que cria seus filhos em uma casa grande e afastada da cidade e não os deixa sair, ao menos que seus dentes caninos caiam.

A produção, que causa estranheza logo na sinopse, é recheada de metáforas e já ganhou o prêmio de Melhor Filme na Mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes.

Alpes

Já em 2011, Yorgos Lanthimos falou sobre um grupo de pessoas, chamado Alpes, que oferece seus serviços a famílias que perderam entes queridos, assumindo por algum tempo o papel que elas tiveram em vida.

O filme esteve nas telas grandes do Brasil na 36ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que aconteceu em 2012. 

O Garoto Come Alpiste

O filme de Ektoras Lygizos, baseado no livro “Fome”, de Kunt Hamsun, fala de um jovem de 22 anos, afastado do convívio de amigos e familiares e que tem como única companhia um canário.

Desempregado e depressivo, ele divide alpiste com o pássaro e faz de tudo para não morrer de fome.

 

 

 

Atualizado em 21 Out 2014.

Por Mariana Zoboli do Carmo
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

28 filmes, séries e documentários que estreiam na Netflix em outubro

'Stranger Things', 'Suburra', 'Criminal Minds', documentário sobre os Beatles e mais

Perturbador, “Esta é a sua morte – o show” estreia nesta quinta, 21

Filme sobre reality show de suicídios questiona se não levamos a cultura do espetáculo longe demais

CCXP 2017: tudo o que você precisa saber sobre o evento mais nerd do ano

Quarta edição da feira acontece entre os dias 7 e 10 de dezembro no São Paulo Expo

10 filmes baseados em quadrinhos que não são de super-heróis

“Atômica”, com Charlize Theron, é baseado na graphic novel “The Coldest City”

Mais de 30 filmes, séries e documentários imperdíveis que estreiam na Netflix em setembro

Vem descobrir quais novidades farão você querer ficar em casa com um balde de pipoca

Do antigo ao tecnológico: conheça 8 cinemas diferentões para conhecer em SP

Desbrave o que há de mais interessante entre as novas e antigas salas da cidade