Os 7 filmes mais ''sem pé nem cabeça'' pra você assistir

Existem certos filmes que só assistindo mais de uma vez para entender.

O cinema é uma das ferramentas que utilizamos para sairmos do lugar comum. Alguns filmes abrem as portas para outros mundos, extrapolando no surrealismo obras que, se assistidas cem vezes, cem novas interpretações surgirão.

+ 6 filmes sobre o universo das drag queens que você tem que assistir
+ 10 diretores de cinema que já produziram para a TV
+ 6 desenhos animados perturbadores para você (não) assistir

Confira alguns dos filmes mais aparentemente sem pé nem cabeça que já foram feitos! ;D

A Montanha Sagrada

O filme do cineasta chileno Alejandro Jodorowsky, de 1973, é um dos mais clássicos no quesito bizarrice. Ele trata de um ladrão, parecido com Jesus, que circula por locais cheios de simbolismos religiosos. Um guia espiritual, representado pelo próprio Jodorowsky, o apresenta a pessoas que representam os planetas do sistema solar e juntos eles partem para a Montanha Sagrada.

O  Império dos Sonhos

A obra de David Lynch, lançada em 2006, tem quase três horas de suspense e surrealismo. A história gira em torno de Nick Grace, uma atriz que é convidada a participar da refilmagem de um longa, cujos atores anteriores morreram durante as gravações.

Ela passa a ter diversos sonhos e alucinações que se confundem com a realidade e deixam o espectador atordoado.

Holy Motors

O longa de Leos Carax chegou aos cinemas em 2012. O filme fala sobre um homem que pode transitar entre vidas paralelas e, em cada uma delas, diversos eventos não lineares e aparentemente desconexos, cheios de fantasia, acontecem nas quase duas horas do filme.

Vídeodrome

David Cronemberg, diretor de Cosmópolis, não poderia ficar de fora desta lista. Em 1983 o diretor lançou Videodrome. Ele conta a história de Max Renn, dono de uma emissora de TV, que capta imagens de pessoas sendo torturadas. Ele começa a se envolver com o programa e sofrer com efeitos alucinógenos causados por ele até descobrir que a transmissão, chamada Videodrome, o controla.

Eraserhead

Este é outro de Lynch. Nele, o operário Hary Spencer é abandonado pela esposa e obrigado a cuidar do filho sozinho, mas o bebê é uma aberração, que não para de chorar nunca. 

Donnie Darko

Ele foi um dos primeiros filmes de Jake Gyllenhaal, dirigido por Richard Kelly em 2001. O ator interpreta um aluno brilhante, que tem visões com um coelho que diz a ele que o mundo acabará.

Atualizado em 8 Abr 2015.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

8 filmes de terror que estreiam nos cinemas em 2019

Sangue, psicopatas, casas assombradas e histórias mirabolantes prometem tirar seu sono

Dezembro na Netflix: Episódio especial de 'O Mundo Sombrio de Sabrina', série 'Diablero' e outras novidades

Novas séries de suspense, documentários intrigantes e filmes natalinos para entrar no clima

De grandes surpresas aos aclamados pela crítica: 11 filmes estrangeiros para ver na Netflix

Uma variedade de produções para maratonar e se apaixonar pelo cinema estrangeiro

13 filmes que estão entre os favoritos para o Oscar 2019 e você precisa assistir

Conheça os possíveis premiados em categorias como "Melhor Filme", "Ator" e "Atriz"

12 séries de terror disponíveis na Netflix que vão conquistar os fãs do gênero

Boas produções que prometem tirar o seu sono e deixar você com frio na espinha

53 séries, filmes e documentários que entram para o catálogo da Netflix no mês de novembro

Filme com Angelina Jolie, nova temporada de 'House of Cards', série de terror e documentário com Johnny Cash

Cadastre-se para
NOVIDADES

Receba ofertas de
PASSAGENS

×
Receba novidades do Oba Oba

Whatsapp Guia da Semana
Receba nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas em seu Whatsapp

CADASTRE-SE

Notificações em seu PC ou celular
Receba notificações instantâneas com nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas

CADASTRE-SE

Ofertas de passagens
Receba as melhores ofertas e promoções de passagens aéares em seu Whatsapp.

CADASTRE-SE

Newsletter do Oba Oba
Dicas semanais para aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer.