12 grandes jazzistas brasileiros que você precisa conhecer

Fones de ouvido em punho? Conheça grandes nomes do jazz brasileiro.

O Dia Mundial do Jazz é comemorado no dia 30 de abril. Para lembrar a data, selecionamos o que há de melhor no jazz brasileiro para você passar o dia todo curtindo.

+ Dia do Jazz: confira um roteiro de casas para curtir o som em São Paulo
+ Os 10 bares mais badalados da Vila Madalena

Como o Brasil não tem uma tradição de músicos exclusivamente dedicados ao jazz, mas que perambulam por estilos maravihosos de som, tornando a música brasileira em si (bossa nova, MPB, xaxado e maracatu) uma mistura de influências que também tem um pé no jazz, escolhemos aqui, grandes músicos, jazzistas e brasileiríssimos, para você ouvir:

André Mehmari

O carioca é pianista, compositor, instrumentista e arranjador. Já teve obras executadas pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), Orquestra Petrobras Sinfônica e Orquestra Amazonas Filarmônica, entre outras Orquestras Brasileiras importantes. Autodidata quando o assunto é jazz, ele compôs suas primeiras linhas aos 10 anos.

Arismar do Espírito Santo

Contrabaixo, guitarra, violão, piano e bateria são alguns dos instrumentos que ele toca, além de fazer composições e arranjos harmônicos pra lá de inesperados e geniais. Arismar já foi eleito por uma revista americana como um dos 10 melhores guitarristas do Brasil e, no jazz, já se apresentou com a Orquestra Jazz Sinfônica e outros grandes nomes da música brasileira no jazz.

Vinicius Dorin

Saxofonista, flautista e pianista, Vinicius já começou carreira musical tocando na Orquestra Sambrasil de Itu e no conjunto Makros, enquanto cursava o Conservatório de Tatuí.  Participou de vários festivais mundo afora, como o Free Jazz Festival, New York, New Orleans, Amsterdã, Porto, Buenos Aires e Bogotá, além de concertos pela América do Sul, Europa e Estados Unidos e Japão. Já tocou com Arismar Espírito Santo e tem sua própria banda de jazz.

Hermeto Pascoal

Talvez uma das maiores lendas do jazz brasileiro, toca do acordeão, à flauta, piano, saxofone, trompete, bombardino, escaleta e violão. Como se não bastasse, usa, cria e recria instrumentos para imitar sons da natureza (a partir de um cano de mamona abóbora, por exemplo, fazia um pífano e ficava tocando para os passarinhos). No Jazz, já tocou no Brasil e lá fora, em festivais de jazz que datam de antes de 1980, e se consagrou como um jazzista de primeira.

André Hernandes

Com mais de 20 anos de carreira, o músico tem como influência o classic rock, mas já tocou jazz, MPB, blues e até fusion. Atualmente na banda de André Matos ao lado de Hugo Mariutti, Hernandes também é professor de guitarra e grava jingles.

Badi Assad 

O estilo percussivo e intrincado do violão de Badi já correu o mundo. Apesar de ser categorizada como uma artista de world music, ela carrega em seu som todo o tipo de influência, incluindo jazz, sons regionais do Brasil, música erudita e oriental.

Bola Sete 

Já falecido, Djalma de Andrade, mais conhecido como Bola Sete, passeava pela música clássica, jazz e regional e acompanhou grandes nomes da nossa música na Radio Nacional. Nos anos 60, foi para os Estados Unidos, onde gravou vários discos de jazz e permaneceu até sua morte, em 1987.

Carlos Tomati 

O músico é conhecido por sua atuação no sexteto do programa do apresentador Jô Soares. Influenciado por nomes do jazz e da música brasileira, Tomati junta técnica, versatilidade e, naturalmente, bom humor em suas interpretações.

Heraldo do Monte 

Assim como Olmir Stocker e Hélio Delmiro, com quem muitas vezes é comparado, Heraldo é o tipo de músico que toca de tudo: jazz, música regional, MPB. Fez parte do Quarteto Novo e tocou com Hermeto Pascoal, Michel Legrand, Zimbo Trio, Edu Lobo, Geraldo Vandré e muitos outros. O recifense também é um grande nome do jazz brasileiro, já foi considerado por Joe Pass o melhor guitarrista do mundo, gravou também com Elis Regina e tocou até em Cuba.

Laurindo de Almeida 

O violonista paulistano Laurindo de Almeida foi um dos músicos brasileiros mais requisitados de todos os tempos. Quando morava no Brasil, tocou com Heitor Villa-Lobos e Pixinguinha. Mudou-se para os Estados Unidos com Carmen Miranda e ficou por lá, tocando com monstros de jazz, como Bud Shank e Stan Kenton. Em Hollywood, chegou a tocar na trilha de filmes como O Poderoso Chefão. Foi um dos músicos que mais ajudou a desseminar a bossa nova nos EUA e ganhou mais de 5 Grammys.

Olmir Stocker 

Mais conhecido como Alemão, Stocker já tocou com artistas de todos os estilos: do jazz ao popular, passando pela MPB. Entre suas realizações, fez parte do Brazilian Octopus ao lado de Hermeto Pascoal, escreveu o hit “O Caderninho” de Erasmo Carlos, tocou no Grupo Medusa e marcou presença em festivais de jazz ao redor do mundo, da Suíça ao Japão. Elis Regina, Gregório Barrios, Ângela Maria, Nelson Ned são só alguns dos noventa músicos que ele já acompanhou em carreira.

Romero Lubambo 

O músico carioca é um dos mais importantes nomes da guitarra jazzística do Brasil. Mais conhecido por sua parceria com Cesar Camargo Mariano, já tocou ao vivo e em estúdio com Grover Washington Jr., Paquito D'Rivera, Al Jarreau, Ivan Lins e muitos outros. Formado em engenharia mecânica, tocou do Japão à África e é outro que já tocou e gravou com mais de 60 músicos ao redor do mundo.

Atualizado em 29 Abr 2014.

Por Julia Bueno
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Verão 2019: músicas que vão bombar durante a estação

Os melhores hits para turbinar a sua trilha sonora para as altas temperaturas

10 bandas e artistas que são boas apostas do cenário brasileiro - e que você precisa ouvir

Ótimas novidades musicais que estão buscando os holofotes e não dá pra deixar de escutar

Os melhores clipes de 2018... até agora

Produções deslumbrantes que arrasam no figurino, coreografia e referências cruéis ao sistema

Dua Lipa, Twenty One Pilots e mais: 17 possíveis atrações do Lollapalooza Brasil 2019

A lista ainda passa por nomes como Florence + The Machine e Travis Scott

Só hits: as melhores músicas de 2018... até agora

Os melhores hinos nacionais e internacionais que fizeram a gente dançar até o chão

Conheça as músicas da Copa do Mundo de 2018 e prepare-se para torcer pelo Brasil

Já tem música oficial da Coca-Cola, da Brahma e até funk temático pra animar a torcida brasileira!

Cadastre-se para
NOVIDADES

Receba ofertas de
PASSAGENS

×
Receba novidades do Oba Oba

Whatsapp Guia da Semana
Receba nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas em seu Whatsapp

CADASTRE-SE

Notificações em seu PC ou celular
Receba notificações instantâneas com nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas

CADASTRE-SE

Ofertas de passagens
Receba as melhores ofertas e promoções de passagens aéares em seu Whatsapp.

CADASTRE-SE

Newsletter do Oba Oba
Dicas semanais para aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer.