Living Lounge Bar & Sushi

Cozinha paulistana, clássicos e releituras.

Living Lounge Bar & Sushi

Horário(s)

 Todos os dias das 7h à 0h

Endereço
Alameda Santos, 2233 - Renaissance São Paulo Hotel,,

Telefone (11) 3069-2233

Site do estabelecimento

De manhã, você encontra livros espalhados pelo ambiente e pode pedir itens de café da manhã. Com o passar das horas, a decoração vai mudando. Ganha velas, iluminação especial e garrafas de vinho no bar. A partir das 18h, começa a funcionar o sushi bar. A proposta do Living Lounge Bar & Sushi é fugir do básico “bar de hotel”, e ser uma boa opção não só para os hóspedes, mas para quem mora em São Paulo e quer um lugar agradável (com sofás, mesinhas de centro e mesas reservadas) para fugir no trânsito no fim do dia ou reunir amigos para um happy hour.
No cardápio, o bar oferece várias opções de clássicos e releituras deles. Entre as bebidas, a Margarita, por exemplo, ganhou a versão Amante Picante, com tequila gold, limão, pepino (sentido mais olfato do que pelo paladar) e jalapeno. No comando da cozinha, está o chef Ramiro Bertassin, que também se inspirou no conceito “twist” adotado atualmente por todos os hotéis Renaissance no mundo. As bruschettas, preparadas com pão feito na casa, podem ser com queijo de cabra, figo e presunto Parma. Deliciosas. Além de serem utilizados sempre produtos frescos, as criações do chef seguem a linha da cozinha paulistana e toda a diversidade que ela carrega. “Não dá para dizer que não tem coisa de fora, mas colocamos nosso toque”. O grande desafio foi trazer pratos típicos da cidade para o cardápio, como o tradicional pastel de feira. Nesse caso, a solução foi criar uma versão menor, em forma de palito. O croquete de palmito pupunha é o petisco mais pedido. “Tem hóspede que vem só para comer esse croquete”, garante Ramiro. Também tem frango à passarinho, linguiça de Bragança Paulista e bolinhos de salmão. Entre as opções de sobremesa, destaque para os macarrons de lichia e chocolate amargo. Não resista. O menu inclui também cervejas artesanais, uísques e uma ampla carta de vinhos. As garrafas, aliás, são armazenadas em uma adega climatizada com capacidade para 800 garrafas.
O sushi bar é outra atração. O sushiman, Paulo Uehara, é muito ligado à culinária oriental tradicional, mas precisou se render ao conceito de “misturas” da rede de hotéis: coloca, meio contrariado, cream cheese nos sushis. E desaconselha o mergulho no shoyo. Mas também entra no clima de algumas criações. Para degustar o robalo com lima da pérsia, servido no formato de uma rosa, ele orienta: “Você vai sentir a dança dos sabores na boca”. O mesmo ele diz para o salmão com figo turco. O atum spicy servido em cubos é outra inovação, mas que resgata um pouco a tradição oriental: “O formato em fatias finas é muito batido e muitas donas de casa japonesas não tem muita habilidade para acertar o corte”, lembra o sushiman.

Atualizado em 27 Fev 2013.

Compartilhe

Comentários

Notícias recomendadas

Cervejaria do Itaim oferece happy hour com cervejas artesanais e petiscos pela metade do preço

No Les 3 Brasseurs, as cervejas artesanais da casa saem a partir de R$5 e os petiscos a partir de R$ 10,50

Bar em SP deixa cliente montar o próprio drink - e a melhor criação entra para o cardápio da casa

O Vila 567, localizado na Vila Madalena, conta com o concurso Meu Mix 567 - o vencedor ganha R$ 100 de consuma no bar e seu drink eternizado no cardápio!

Ao estilo speakeasy: 6 bares secretos para conhecer em São Paulo

Não se surpreenda se você precisar de uma senha secreta para entrar nesses bares "escondidinhos"

Dos tradicionais ao novos point cariocas: 18 bares para conhecer no Rio de Janeiro

Rolê bom é o que não falta na cidade maravilhosa, seja um botecão pé sujo ou um barzinho mais descolado

Lugares com chopp e drinks à vontade para aproveitar o happy hour em São Paulo

Pode comemorar porque nesses lugares você sai trançando as pernas e com a conta bancária viva

Zona Norte: 13 bares que você vai querer conhecer na região

Casas tradicionais, espaços com karaokê e boas opções de cervejas artesanais estão no roteiro