8 coisas que os professores de faculdade odeiam que os alunos façam

A faculdade tem suas liberdades sim, mas existem certas coisas que nenhum professor consegue tolerar (nem os mais "de boa").

Fica muito claro para quem sai do colégio que a faculdade é um ambiente que traz um monte de liberdades e muita independência. Mas isso não quer dizer que, como aluno, você pode fazer o que quiser só porque agora é dono do próprio nariz!

+ 8 coisas que mudam quando você entra na faculdade
+ 14 itens indispensáveis para levar aos Jogos Universitários
+ Melhores festas de faculdade que rolam em São Paulo em 2015 

Você tem sim a liberdade de administrar suas faltas, de sair quando quiser da aula, de montar sua grade horária como preferir, de escolher não fazer lição de casa nem ter caderno e de assinar a lista de presença e ir embora, mas não dá para ter uma atitude "não tô nem aí" para cima dos professores! Dá uma olhada em alguns comportamentos inaceitáveis - e que podem manchar sua reputação para sempre com um professor.

1. Ler slide

Você tá apresentando um trabalho para seu professor e toda sua turma e, claramente, não faz ideia do que tem que falar, não estudou sobre o tema e não sabe falar sua parte. Aí na hora H o que vocês faz? Você decide disfarçar e ler os slides, na cara de pau - não rola!

Na hora do nervosismo, dar aquela conferida no slide não faz mal algum, mas se você não sabe nada do trabalho, não tem jeito: o professor vai perceber e não vai gostar nada desse desleixo, podendo abaixar a nota do grupo e/ou até te deixar com zero.

2. Não seguir normas ABNT

Para quem não sabe o que são normas ABNT, logo logo vai ter que aprender: é um modelo formal e científico universal para formatar trabalhos acadêmicos no Word (fonte, tamanho, páginas e etc.) e a maioria dos seus trabalhos vão ser pedidos neste formato.

Se o professor pede em ABNT e você não faz, pode cortar sua nota pela metade (ou mandar você refazer). É importante pegar esse costume desde cedo, até para sua carreira. A regras específicas, de A a Z, você encontra facilmente na internet, e realmente deixa o trabalho muito mais bonito e organizado!

3. Entregar um trabalho mal feito

Deixou para fazer de última hora? Normal! Mas agora se vira né. Se o professor pede um trabalho em áudio/vídeo, e você edita de qualquer jeito e entrega "do jeito que deu", pode ter certeza que ele vai se lembrar de você na hora de dar sua nota de participação: zero! Então capriche e siga as recomendações dos professores, edite bem seus trabalhos para apresentar um belo trabalho final!

4. Usar familiares no trabalho

Sempre surgem trabalhos em que o aluno precisa consultar especialistas, falar com pessoas ou basear-se na vida de um profissional para realizá-lo. E claro que sempre queremos o jeito mais fácil: "Ah minha tia é advogada, podemos falar com ela" / "Que tal entrevistar minha mãe como fonte" / "Meu pai fez ADM, podemos falar com ele". Isso aos olhos do professor demonstra preguiça.

Por isso que buscar personagens fora do seu círculo social dá mais credibilidade ao seu trabalho - e agrada o professor! Às vezes você consegue conversar com algum profissional importante e reconhecido no seu curso = nota 10 pela iniciativa e conquista.

5. Chorar nota

O professor de faculdade não é como aquele de colégio que acompanhou seu desenvolvimento ao longo dos anos, que conhece seu pai, mãe e avô e que vai ter compaixão quando você precisar de nota para não repetir o ano. Não! Na faculdade chorar nota não costuma funcionar (a menos que você vire melhor amigo dele) e alguns professores chegam a deixar alunos de DP por 0,1 décimo. Então seque as lágrimas e vai estudar!

6. Fazer pirraça

Desentendimentos, discussões e desacordos podem acontecer entre um aluno e seu professor. Mas, na faculdade, você deve saber lidar com essa situação de um jeito maduro e profissional! Você não precisa amar todos os seus professores, só precisa manter uma relação respeitosa.

Se você fizer pirraça, malcriação e agir como uma criança durante uma discussão, pode ter certeza que vai ficar marcado por todos os professores, não será levado mais à sério até o final do curso e não será indicado como um bom profissional por nenhum deles. Pega muito mal!

7. Chegar bêbado na aula

OK, o bar da faculdade é demais e com certeza você deve dar uma escapada para lá às vezes. Mas não dá para voltar para aula aos soluços e tropeços! Mantenha a compostura, porque ou seu professor vai ficar irritado com a situação e pedir para você "ir tomar uma água", ou vai te zoar até o final do curso como o "beberrão" da turma! Aquele que não aguenta nem um copo de cerveja...

8. Falta de comprometimento

Se você levar a faculdade nas coxas, seus professores vão te levar nas coxas também. Portanto, cuidado com a fama que você constrói desde o 1º semestre (aquele em que você só fica no bar e não faz nada direito) porque ela pode te assombrar para sempre!

Se o professor tiver a contínua impressão de que você não quer nada com nada, vai passar a sempre esperar o mínimo de você, não vai ter o incentivo de perceber seu potencial e vai sempre pegar muito mais no seu pé - afinal, provavelmente você "copiou e seu trabalho do Google" ou "colou da prova de alguém que estuda".

- Tirando esses inconvenientes, dá para levar uma relação muito boa com seus professores da faculdade. Até dá para tomar uma cervejinha com aqueles professores muito gente boa, para bater aquele papo depois da aula, afinal eles são adultos e agora você também é um! Só não vai pisar na bola com eles dentro da sala de aula - o bom relacionamento é importante para seu dia-a-dia e também para indicações e oportunidades futuras.

Atualizado em 16 Abr 2015.

Por Luísa Celiberto
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

10 dicas essenciais para quem quer ir em trotes de faculdade

Mesmo você não sendo o calouro da vez, a bagunça é grande e é bom se preparar!

10 coisas que não vão te dar saudade quando você se formar na faculdade

Faculdade é bom, mas... Graças a Deus uma hora acaba!

15 coisas que você só vai entender se já foi um turista na sua própria sala de aula

Vivendo a vida no limite (das faltas)

13 coisas que só quem ama e defende sua faculdade pode entender

Seja você um(a) mackenzista, puquiano(a), unespiano(a), casperiano(a)...

Confira a agenda de Jogos Universitários que acontecem em São Paulo e no interior em 2018

Fique por dentro dos melhores campeonatos universitários que rolam neste ano

16 dramas que todo universitário enfrenta fazendo o TCC

AVISO: Neste 1 ano é capaz que você perca um pouco (ou muito) da sua sanidade física e mental